Futsal da AAB é vice-campeão do Metropolitano

Fotos: Quico Cuter

 

Um jogo emocionante, cheio de alternativas e com forte marcação. Foi assim o panorama da partida final do Campeonato Metropolitano de Futebol de Salão disputado neste final de semana no Ginásio II da Associação Atlética Botucatuense (AAB), que enfrentou a equipe de Franco da Rocha.

No primeiro confronto entre as duas equipes que aconteceu no dia 1º na casa da equipe adversária, a Botucatuense perdeu pelo placar de 8 a 2.  Por isso, precisava da vitória no jogo da volta por qualquer resultado (já que na final o saldo de gols não é computado) para levar o jogo à prorrogação.  Já Franco da Rocha precisava apenas de um empate para ficar com o título. 

As duas equipes entraram em quadra e o equilíbrio prevaleceu, com os dois técnicos fazendo substituições mudando a maneira das equipes jogarem na tentativa de furar o bloqueio adversário.   Aos  09´21, Franco da Rocha tirou o zero do marcador através do Walace. A AAB  aumentou  a intensidade de jogo e perdeu várias oportunidades para empatar, mas levou para o intervalo a desvantagem no marcador.

A AAB iniciou o segundo tempo partindo pra cima da equipe adversária, mesmo correndo o risco do contra-ataque. E foi com essas jogadas “mortais” que Franco da Rocha, com uma bonita triangulação ampliou aos  03´47, com  Tchela. Aos 08´50 Luiz Gustavo fez  3 a 0.

Com a boa vantagem no marcador Franco da Rocha recuou e a AAB  arriscou tudo  já colocando em quadra o goleiro linha.  A alteração surtiu efeito e a equipe da casa diminuiu aos 12´06 com um golaço de Eder chutando da intermediária e aos 16´08, com Buiú.

A partir desse momento a partida ficou dramática com a AAB tentando buscar empate e um quarto gol que levaria a decisão à prorrogação e Franco da Rocha se defendendo, usando a velocidade dos seus jogadores no contra-ataque para tentar aumentar o marcador. Porém, a partida terminou em 3 a 2 e Franco da Rocha comemorou pelo segundo ano consecutivo o título do Metropolitano em Botucatu.

O técnico da Botucatuense, Paulo Barros,  auxiliado por Marcos Rodelli, iniciou a partida com o quinteto formado por:  Buzuca, Cesar, Bravim, Eder e Buiú, ficando como opção de substituições durante a partida: Tiago, Paçoca, Juliano, Kevin, Eri, Tody, Geon e Buda.

Já Franco da Rocha, comandada pelo técnico Tiago Mariano entrou em quadra  com:  Bablete, Jeferson,  Tchela. Michel e Leandro, tendo à disposição no banco de reservas:  Tiago, Gustavo,  Gabriel, Eudes, Luiz  Gustavo e Walace.

A partida foi arbitrada por  Bruno Correa e Roberto Blauler, escalados pela  Federação Paulista de Futebol de Salão  (FPFS). Na mesa dos trabalhos atuaram Adriano Ribeiro (anotador) e Maicon Alves (cronometrista)