Fundista/pedreiro volta a competir em provas de rua

Se existe uma pessoa abnegada e que ama aquilo que faz, este é Jonas Rodrigues de Souza, de 28 anos de idade (foto). Depois de um tempo afastado das competições está voltando a correr em provas de pedestrianismo, de média e longa distância (5, 10 mil metros e meia maratona).

Entre seus principais resultados, Jonas Souza cita muitas provas regionais e o 5º lugar na Maratona de São Paulo, em 2002, em sua categoria. Além disso, se orgulha de ter participado de provas que fazem parte do calendário brasileiro, como a Volta da Pampulha, em Minas Gerais e Meia Maratona do Rio de Janeiro.

Atualmente ele se divide entre os treinamentos e seu trabalho como servente de pedreiro fazendo parte da equipe de trabalhadores que estão construindo o Fórum de Botucatu, no Jardim Riviera. À tarde ele se dedica aos treinamentos no Estádio Municipal João Roberto Pilan – Inca, orientado pelo fundista Marildo Barduco.

“O Marildo está realizando um trabalho com crianças no Inca e estou ajudando. Nas horas de folga faço meus treinamentos. Aliás, eu treino aqui na obra o dia inteiro. Quer melhor exercício do que ficar o dia inteiro com uma enxada na mão?”, brinca. “E não se esqueça que moro no Parque dos Comerciários III e venho ao trabalho todos os dias de bicicleta. São 14 quilômetros entre ida e volta”, acrescenta.

Mas Jonas Souza está treinando muito mais que isso. “Estou correndo mais de 100 quilômetros por semana. Quando não estou no Inca, você pode me encontrar na Castelinho (Rodovia João Hipólyto Martins). Todos os meus treinos são monitorados pelo Barduco (Marildo) e não tenho patrocinadores. Corro na raça, mesmo”, salienta.

Sobre as competições deste ano ele não titubeia. “Estou pensando em participar de todas as provas de rua da região, com apoio da Associação dos Corredores da cidade, pois elas são disputadas nos finais de semana, quando estou de folga. Faço parte da equipe que está correndo no Circuito Corpore, em São Paulo, que tem várias etapas para escolher os melhores atletas do ano, em suas respectivas categorias. Também pretendo participar dos JOIS – Jogos Industriários do Sesi deste ano”, diz.

“Posso dizer que estou muito bem preparado, depois do susto de ter sofrido uma contusão no joelho que me tirou das provas há dois anos. Estou voltando com muita vontade e força total para voltar a fazer parte da lista dos melhores corredores da região e representar minha cidade. Este é meu objetivo”, sacramentou o atleta.

Fotos: Fernando Ribeiro