Clube contabiliza prejuízo de R$ 45 mil com enchente

Fotos: Luiz Fernando

Aproximadamente, R$ 45 mil. Esse é o valor estimado dos prejuízos que a Associação Atlética Ferroviária (AAF) teve com a enchente ocorrida no último dia 16 de janeiro, em Botucatu. O valor foi apontado pelo presidente João Chavari. Além da limpeza que precisou ser feita para a retirada da lama, diversos equipamentos foram danificados.

“Com a força da água, foram arrancados o portão de entrada e o asfalto do ginásio poliesportivo, os drenos do campo ficaram prejudicados, os quatro motores das piscinas externas ficaram submersos, seis computadores da secretaria sofreram danos, bem como diversos materiais que estavam nos armários foram perdidos. As novas catracas, que estavam na Sala de Esportes e seriam instaladas no mês de fevereiro, também foram danificadas e o motor da sauna teve que ser trocado”, relata Chavari.

Ainda de acordo com o presidente da AAF, várias medidas foram tomadas e todas as áreas do clube estão liberadas para uso dos sócios. “Recuperamos o portão, refizemos os drenos do campo, recuperamos os motores das piscinas e trocamos o motor da sauna. Deu muito trabalho para colocarmos o clube em ordem, mas pudemos contar com a grande colaboração dos funcionários e solidariedade dos associados”, diz.

“Em nome de toda a diretoria, agradeço a ajuda dos funcionários e todas as mensagens de apoio que recebemos ao longo das últimas semanas. Agora é continuar a pensar em crescimento, pois temos muitas coisas boas acontecendo”, completa.

{n}Investimentos{/n}

Chavari aponta que nos últimos meses, o clube comprou e instalou câmeras de monitoramento para melhorar a segurança do associado, com investimento de R$ 3 mil. “Realizamos a reforma dos três toboáguas das piscinas externas, com um custo de R$ 4.500,00. Na piscina externa do meio, trocamos parte dos azulejos, onde foram investidos R$ 4 mil. Contratamos dois profissionais para nos assessorar na academia e nos campos de futebol. Investimos também R$ 22 mil na compra de equipamentos para otimizar a manutenção dos campos e melhorar a qualidade dos gramados”, enumera o presidente.

Não bastasse isso, prossegue o presidente, na secretaria, investimos R$ 6 mil na compra de um novo e moderno servidor. “O equipamento antigo estava obsoleto e não suportava mais o grande armazenamento de dados. Iniciamos as obras de ampliação da academia com investimento que ultrapassa R$ 1 milhão”, contabiliza. “Parte da estrutura está sendo confeccionada fora do clube para não atrapalhar o acesso dos sócios no local. Também disponibilizamos internet wi-fi gratuita, que hoje proporciona a todos os frequentadores da AAF muito mais comodidade”, acrescenta.