Virada Cultural já tem agenda pronta para Botucatu

A Secretaria Municipal de Cultura, Osni Ribeiro, divulgou a programação completa e definitiva da Virada Cultural Paulista. O evento realizado pelo Governo do Estado de São Paulo está em sua quinta edição e acontecerá em Botucatu, pela primeira vez nos próximos dias 14 e 15 de maio.

Além de Botucatu, a Virada Cultural Paulista 2011 também será realizada nas cidades de Araçatuba, Araraquara, Assis, Caraguatatuba, Franca, Indaiatuba, Jundiaí, Marília, Mogi das Cruzes, Mogi-Guaçu, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santa Bárbara D’oeste, Santos, Santo André, São Carlos, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

Em Botucatu as atrações serão divididas entre o Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”; palco que será montado em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres; Espaço Cultural “Dr. Gabriel Marão”; Fazenda Lageado; e Museu de Arte Contemporânea (MAC) Itajahy Martins.

{n}Programação e locais das atrações:

Dia 14 de maio (Sábado)

14 horas – Abertura da Feira da Mandioca {/n}
Local: Espaço Cultural “Dr. Gabriel Marão”
Horário de funcionamento: das 14 horas do dia 14 de maio ? s 22 horas do dia 15 de maio.

Evento temático que engloba feira de artesanato, gastronomia e atividades culturais e artísticas focadas na cultura popular com a apresentação de produtos e tecnologias desenvolvidas a partir da mandioca.

{n}14 horas – Exposição Cores da Cuesta {/n}

Local: Museu de Arte Contemporânea (MAC) Itajahy Martins
Horário de funcionamento: dia 14 de maio, das 14 ? s 20 horas e dia 15 de maio, das 14 ? s 18 horas.

A exposição exibe aquarelas e desenhos do artista Luis Antônio Sardinha sobre a paisagem da região.

{n}15 horas – Jornada Fotográfica {/n}

Local: Saída do Museu de Arte Contemporânea (MAC) Itajahy Martins
Passeio para conhecer e fotografar a cidade, a natureza, sua história, acontecimentos e arquitetura com a orientação de profissionais. As inscrições para a jornada são gratuitas. Vagas Limitadas. Informações: (14) 3882-0133 / 3882-1747

{n}18 horas – Exposição “100 anos da Escola EECA” {/n}

Local: Saguão do Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Horário de funcionamento: Durante todos os espetáculos no Teatro
Exposição de fotografias comemorativas ao centenário da Escola Estadual Dr. Cardoso de Almeida.

{n}18 horas – Apresentação da Orquestra Sinfônica de Botucatu {/n}

Local: Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Criada em 1986, ela é formada por 41 músicos e desempenha importante papel na sociedade cultural do centro-oeste paulista, sendo uma das poucas orquestras de tal porte existentes. No repertório, destaque para as obras de Villa-Lobos e Straus e obras para solista e orquestra de Vivaldi, Mozart, Prokofiev e Rachmaninoff.

{n}18h30 – DJ Benjamin Ferreira {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Nome conhecido da disco e da housemusic atual, o paraense Benjamin Ferreira toca há 15 anos e já se apresentou em eventos importantes que vão de festivais como Virada Cultural e Motomix aos principais clubes da capital paulistana. Além de ter remixes em parceria com DJ Marky, fez apresentações em várias cidades brasileiras e no exterior, como Londres, onde dividiu a cabine com nomes da grandeza de Ashley Beedle e Atjazz.

{n}19h30 – Banda Autoramas {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Esqueça as baladas e as versões banquinho-e-violão dos acústicos, o Autoramas está mais rock do que nunca apresentando o show do CD “MTV Desplugado”. A banda reinventa o formato, deixa de lado o cenário imponente e a parafernália de instrumentos e faz um acústico para tocar de pé e dançar.

{n}20 horas – Oráculo do Núcleo Maya-lila {/n}

Local: Em frente ao Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
O Oráculo guarda um portal para um lugar ancestral sobrenatural, e estabelece uma ligação e uma comunicação não verbal entre o ser humano e as criaturas místicas. A performance consiste na instalação de Três Oráculos em um local calmo e tranquilo. Os Oráculos incentivam o público de passagem a realizar perguntas verbais para eles, que são respondidas através de danças-respostas.

{n}20h30 – Teatro “Terra nos Olhos” {/n}

Local: Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Madrugada… dois homens… um velório… duas mulheres… revelações contundentes… pânico. A peça tem a duração de 60 minutos e classificação acima de 16 anos.

{n}20h30 – Teatro em Pílulas – Grupo Notívagos Burlescos {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Um músico, um ator e uma atriz, cada um com sua sacola de adereços e uma cadeira. Os assentos se transformam em uma micro-platéia para a qual micro-cenas e micro-canções são apresentadas.

{n}21 horas – Alê Moreira e Os Esquilos Vesgos {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Mistura perfeita de “um banquinho, um violão, um amor, uma canção” com o suingue do samba rock é o show da banda botucatuense, formada por Alê Moreira (voz e violão), Pablo Rodrigues (gaita), Josef Rizzi (batera), Helião (baixo), Shalon Menezes (percussão), Sérgio Silva (guitarra) e Gezildo (trombone). É uma voz sem igual com muito balanço de ritmos tipicamente brasileiros para não deixar ninguém ficar parado.

{n}21h30 – Oráculo do Núcleo Maya-lila {/n}

Local: Em frente ao Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
O oráculo guarda um portal para um lugar ancestral sobrenatural, e estabelece uma ligação e uma comunicação não verbal entre o ser humano e as criaturas místicas. A performance consiste na instalação de Três Oráculos em um local calmo e tranquilo. Os Oráculos incentivam o público de passagem a realizar perguntas verbais para eles, que são respondidas através de danças-respostas.

{n}22 horas – A La Carte – Grupo Notívagos Burlescos {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Dois garçons, mesa e cardápio. O espectador se senta e faz seus pedidos: Entrada, prato principal e sobremesa. Quem sabe um comercial ou o prato do dia? De acordo com as escolhas do espectador uma cena se desenrola e a trupe agradece a preferência.

{n}22h30 – Banda “Os Pamonheiros” {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Formada há mais de 8 anos, a banda piracicabana vem inovando e reciclando a música tradicional do cancioneiro caipira e do interior, com uma releitura influenciada principalmente pelo rock. Esta fusão está expressa nas letras e na postura da banda, que mistura a beleza e a sutileza da viola caipira com a guitarra elétrica e ritmos contemporâneos.

{n}22h30 – Numismata {/n}

Local: Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Avalizados por bambas da música brasileira como Jards Macalé, Luiz Melodia e Maria Alcina, o elogiado sexteto paulista Numismata, formado em 2002, é dono de um som livre, despido de preconceitos, que mescla, com propriedade, o bom e velho samba aos mais variados estilos de música, desde o rock até a salsa, passando pelo jazz, disco music e até marchinhas de carnaval.

{n}23 horas – Sessão da Virada – Palavra (En)Cantada {/n}

Local: Espaço Cultural “Dr. Gabriel Marão”
Documentário de longa-metragem, dirigido por Helena Solberg, que percorre uma viagem na história do cancioneiro brasileiro com um olhar especial para a relação entre poesia e música. Dos poetas provençais ao rap, do carnaval de rua aos poetas do morro, da bossa nova ao tropicalismo, Palavra (En)cantada passeia pela música brasileira até os dias de hoje, costurando depoimentos de grandes nomes da nossa cultura, performances musicais e surpreendente pesquisa de imagens.
Duração: 86 minutos. Classificação indicativa: 14 anos.

{n}23h30 – A MalAintencionada – Atrupelados{/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Através de técnicas de malabarismo, ilusionismo e execução de trilha sonora ao vivo, dois atores se relacionam com objetos que tiram de dentro de uma mala e conduzem o espectador a reflexões sobre nossa relação com as pessoas e objetos do nosso cotidiano.

23h30 – Organóides – Núcleo Maya-lila
Local: Em frente ao Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
“Organóides” é um organismo artístico: espaço vivo de criação e produção artística que mescla linguagens de dança, performance, vídeo e circo.

{n}Dia 15 de maio (Domingo)

Meia noite – Banda Cachorro Grande {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Imagine cinco caras que adoram curtir o rock das décadas de 60 e 70. Pense que também são todos músicos e estão gravando seu próximo disco com equipamentos analógicos. Tudo a ver, certo? Pois foi com esse ar vintage que a Cachorro Grande preparou “Cinema”. A Cachorro Grande é considerada uma das mais irreverentes e carismáticas bandas do rock nacional na atualidade, e “Cinema” é a sua mais nova empreitada.

{n}0h30 – Soundtrackers {/n}

Local: Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Com a missão de tocar ao vivo músicas que fizeram sucesso em filmes campeões de bilheteria, em 2008, foi criada a banda. Num show multimídia, com telões passando trechos de filmes e figurinos caprichados homenageando um monte de trilhas famosas, o grupo apresenta uma espécie de linha do tempo, desde os filmes de Elvis, passando pelos dos Beatles, até chegar em “De Volta Para o Futuro”, “Caça-Fantasmas” e “Footloose”.

{n}1h30 – DJ Benjamin Ferreira {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Nome conhecido da disco e da housemusic atual, o paraense Benjamin Ferreira toca há quinze anos e já se apresentou em eventos importantes que vão de festivais como Virada Cultural e Motomix aos principais clubes da capital paulistana. Além de ter remixes em parceria com DJ Marky, fez apresentações em várias cidades brasileiras e no exterior, como Londres, onde dividiu a cabine com nomes da grandeza de Ashley Beedle e Atjazz.

{n}2 horas – Espiral de Fogo – Núcleo Maya-lila {/n}

Local: Em frente ao Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Intervenção cênica de pirofagia, onde enxarcados e recém saídos do mar, eles atacam o evento com suas tochas, cuspidas e malabares de fogo.

{n}2h30 – Stand Up com Ben Ludmer {/n}

Local: Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Mágico desde 1988, Ben Ludmer é um artista completo, já que também é ator e comediante. Seu espetáculo conta com um humor inteligente que, por meio da interação com a platéia, quebra o mito de que a mágica deve acontecer longe do público. Desde o começo da carreira demonstra sua veia cômica e o talento em aliar comédia e magia.

Duração: 60 minutos. Classificação indicativa: 14 anos.

{n}9 horas – Manhã Musical {/n}

Local: Fazenda Lageado – Campus da Unesp
Apresentação de músicos “Prata da Casa”, funcionários e estudantes da Unesp Botucatu e artistas convidados.

{n}10 horas – Jornada Fotográfica{/n}

Local: Saída do Museu de Arte Contemporânea (MAC) Itajahy Martins
Passeio para conhecer e fotografar a cidade, a natureza, sua história, acontecimentos e arquitetura com a orientação de profissionais. As inscrições para a jornada são gratuitas. Vagas Limitadas. Informações: (14) 3882-0133 / 3882-1747

{n}10h30 – Teatro Infantil “Assembléia dos Bichos” – Cia. Bendita Trupe {/n}

Local: Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Espetáculo para crianças que aborda temas como ética, ecologia, cidadania e solidariedade ao contar a história da Assembléia Anual dos Bichos, evento que reúne no Brasil espécies do mundo todo para discutir seus problemas.
Duração: 50 minutos. Classificação indicativa: Livre.

{n}12h30 – Espetáculo Circense – “Pena! A Galinha Sumiu! ”- Cia de Teatro Chafariz {/n}

Local: em frente ao Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Três clowns se vêem ? s voltas com o sumiço de uma galinha que haviam emprestado para tirar fotos. Procuram-na por todos os cantos, com a ajuda das crianças e muitas trapalhadas. Quando finalmente a encontram, ela, misteriosamente, havia perdido as penas e eles tentam improvisar a “colagem” das penas da galinha antes de devolvê-la.

{n}13 horas – Diários de Viagem – Núcleo Omstrab {/n}

Local: Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
O novo trabalho do OMSTRAB mistura ficção e realidade num espetáculo de dança contemporânea e música especialmente composta e executada ao vivo. As imagens do espetáculo percorrem situações vividas pelo Núcleo em viagens pelo Brasil e por países de três continentes, através de depoimentos dos artistas e situações cênicas que abordam a percepção espacial do tempo traduzida em movimento.

Duração: 50 minutos.Classificação indicativa: Livre.

{n}14 horas – Cantor Luiz Ayrão{/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Com quase 40 anos de carreira, mais de 5.000 shows realizados pelo Brasil e exterior, o sambista recebeu várias premiações por seus inúmeros sucessos, que atualmente estão sendo regravados pelos novos e pelos consagrados nomes da MPB, como: Vanessa da Matta, Mallu Magalhães, Daniel, Nana Caymmi e Maria Bethânia.

{n}14h30 – O Grande Mágico – Cia de Teatro Chafariz {/n}

Local: Em frente ao Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Dois clowns, um mágico e sua assistente, querem divertir as crianças com seus truques. As mágicas, porém, não saem como o esperado, por falta de um “ingrediente” mágico que só as crianças sabem o que é.

{n}15 horas – Moacir Bedê {/n}

Local: Em frente ao Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
O compositor e multinstrumentista cearense Moacir Bedê apresenta seu disco “Outros Sambas” com muita simpatia e virtuosismo ao lado de seu quarteto formado por Emiliano Castro (violão de 7 cordas e viola caipira), Peter Mesquita (baixo) e Rafael Mota (percuteria). Em Botucatu eles apresentam todo o baião, choro, samba e improvisação que Moacir já levou por todo o Brasil além de Portugal, Espanha, Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos e Argentina.

{n}15 horas – As Bailarinas – Gigante Produções {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Palhaços “bailarinas”, Tónho Labareda e Tico Tôco apresentam toda a delicadeza do ballet clownssico, onde os movimentos leves e marcantes fazem o público entrar no jogo e nas trapalhadas da dupla.

{n}15h30 – Cantora Ana Cañas{/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Ana Cañas, que já havia chamado a atenção de artistas consagrados e da mídia ao lançar “Amor e Caos”, surpreendeu ainda mais com “Hein?” – o show que apresenta na Virada – ao investir novamente em um repertório autoral. Ana sobe aos palcos acompanhada pela banda devidamente batizada de Os Quatro Cavaleiros do Após-calipso: Fabá Jimenez (guitarra e violão), Thiago Rabello “Big” (bateria), Fabio Sá (baixo) e Adriano Grineberg (teclado).

{n}16 horas – Espetáculo circense “Que Sax!” {/n}

Local: Em frente ao Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Destinado ao público mais jovem, “Que Sax!” é um concerto clownesco com três atores que decidem ser músicos, para acompanhar o ritmo dos eventos que estão sendo apresentados. A harmonia é quebrada pela total ausência de musicalidade e o concerto fica um tanto “desconcertado”.

{n}16h30 – Espetáculo circense Yes! Temos Palhaços – Gigante Produções {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
Tónho Labareda e Tico Tôco, da Medicina do Riso, realizam intervenções em meio ao público utilizando de malabarismo, portagem, esquetes com instrumentos, músicas, e muito mais.

{n}16h30 – Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo{/n}

Local: Teatro Municipal “Camillo Fernandez Dinucci”
Orquestra singular por sua formação sinfônica acrescida de uma big-band, a Jazz Sinfônica explora domínios musicais pouco conhecidos. É incomparável no dinamismo das composições, adaptações e arranjos especialmente criados, que constituem a preciosidade de seu acervo de partituras.

{n}17 horas – Cantor Zeca Baleiro {/n}

Local: Palco externo em frente ? Prefeitura, na Praça Professor Pedro Torres
O artista faz uma retrospectiva de sua carreira, num show que reúne sucessos em versões contagiantes. O repertório traz criativas releituras de canções já consagradas como: Salão de Beleza, Telegrama,Você Não Liga Pra Mim, entre outras. Acompanhado de seu violão, de Tuco Marcondes (guitarras, violões e vocais), Fernando Nunes (baixo), Pedro Cunha (teclados e acordeom) e Kuki Stolarski (bateria e percussão).