Medicina promove encontro de arte e cultura

É possível estabelecer uma relação produtiva entre a arte e a saúde. Esta afirmação é a ideia central do Congresso Medicina, Cultura e Arte (MCA) cuja quarta edição nacional será realizada em Botucatu, entre os dias 1 e 3 de novembro. A organização é dos alunos da Faculdade de Medicina (FMB) e do Instituto de Biociências (IBB), integrantes do projeto de extensão Médicos da Alegria, da Unesp.

O Medicina, Cultura e Arte é um encontro nacional que debate a relação entre a saúde, a cultura popular e os determinantes sociais, em favor de uma prática médica humanizada. Foi iniciado pela Faculdade de Medicina do ABC, em 2010, e já contou com a presença de personalidades dos cenários internacional e nacional, como Robert Naiman, do “Foreign Policy Justice”, Oliver Rizzi Carlson, do Instituto Gesundheit (criado pelo médico Patch Adams), da Comissão de Direitos Humanos do Governo Federal, e o escritor Ariano Suassuna. Em 2011, a reunião ocorreu na Faculdade de Medicina do ABC e no ano passado, em Recife, PE.

Em Botucatu, que comemora os 50 anos de implantação da FMB, a programação inclui nove mesas temáticas, três “desconferências”, oficinas de clown, curta-metragem, grafite, musicoterapia e aquareloterapia, além de trocas de experiências e atividades culturais. As atividades serão desenvolvidas FMB/Unesp – câmpus de Rubião Junor. As inscrições estão abertas no site: http://medicinaculturaearte.wix.com /home#!oquee/cqiv