Instrumentista Derico se apresenta em Botucatu

O Villa Blues Juke Joint de Botucatu encerra as atividades de 2013 esta semana e preparou uma programação especial para isso. Na quinta-feira (12) recebe o gaitista Gabriel Grossi, com entrada gratuita. Na sexta (13) recebe o também gaitista Márcio Maresia. No sábado (14) a atração é o instrumentista Derico, acompanhado pela banda Clube do Jazz. Todos os shows começam ? s 21 horas.

{n}Gabriel Grossi{/n}

É considerado, atualmente, um dos maiores representantes da harmônica no mundo. Desenvolve caminhos inusitados para a inserção de seu instrumento no rico universo da música brasileira. Assim, tem sido bastante solicitado para realizar gravações e shows no Brasil e no exterior ao lado de grandes nomes da música como: Chico Buarque, Ivan Lins, Leila Pinheiro, João Donato, Dave Matthews, Guinga, Lenine, Djavan, Milton Nascimento, Dominguinhos, Maria Bethânia, Ney Matogrosso entre outros, além de Hermeto Pascoal, uma de suas grandes influências.

Com sete discos lançados, Gabriel recebeu as melhores críticas do público e de especialistas. Estará acompanhado pelo trio de instrumentistas Guilherme Ribeiro (piano) e Sergio Machado (bateria).

Apesar de jovem, Gabriel tem uma trajetória extensa. Além de carreira solo bem estabelecida dentro e fora do país e de todas as gravações e participações em apresentações com os mais variados nomes da música mundial, é, desde 2005, integrante do Hamilton de Holanda Quinteto, conjunto vencedor do prêmio Tim 2007 como melhor grupo de música instrumental brasileiro e finalista do Grammy Latino por três vezes consecutivas. Destacou-se também em importantes trabalhos, tais como o que realizou ao lado do saudoso clarinetista Paulo Moura, com quem atuou de 2003 até seu falecimento em 2010, e das cantoras Zélia Duncan e Beth Carvalho, com as quais gravou cds e dvds.

{n}Márcio Maresia{/n}

Com 20 anos de estrada traz na bagagem experiência, técnica e musicalidade. Começou a carreira no Blues e destacou-se pela técnica moderna de tocar gaita . Dos 20 anos de experiência, tocou 15 com o grande cantor americano J.J.Jackson, com quem gravou 2 CDs. É professor e proprietário de uma das melhores escolas de música em Jundiaí, sua cidade natal, tendo formado muitos gaitistas que hoje atuam profissionalmente no cenário musical brasileiro como, Big Chico, Marcelo Naves,Fernando Xavier e outros.

O show de Márcio Maresia é dinâmico ,pois o mesmo além de tocar gaita ,canta ,toca violão, guitarra/ lap steel e o dobro que é um violão característico do delta do Mississipi. Seu repertório varia entre o autoral e a fidelidade aos clássicos do Blues.É pura energia!Satisfação garantida aos que ouvem pela primeira vez bem como os amantes do Blues !

{n}Derico {/n}

Profissional desde os 11 anos, Derico Sciotti começou os estudos de flauta aos 5 anos de idade. Desde então, teve a oportunidade de estudar com mestres renomados como João Dias Carrasqueira, Antônio Carlos Carrasqueira, Jean-Noel Saghaard, Héctor Costita e Amilson Godoy.

De formação erudita, obteve grande repercussão nacional a partir de 1974, quando ganhou vários concursos nacionais e internacionais para jovens instrumentistas, o que possibilitou sua participação em diversos recitais e concertos pelo Brasil. Nesta época, com 14 anos, foi primeiro flautista da Orquestra Jovem Municipal de São Paulo e participou do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 1980, onde se apresentou regido pelo maestro Eleazar de Carvalho.

Em 1979, paralelamente ? sua carreira erudita, começa a tomar conhecimento de novos estilos musicais como jazz, blues, música instrumental (fusion) e música experimental (dodecafonismo e minimalismo). É neste momento que abrem-se suas perspectivas musicais, aprendendo linguagens novas em instrumentos como saxofone, piano, guitarra, contrabaixo, violão e bateria.

Derico torna-se multi-instrumentista e parte para uma carreira mais popular, onde conhece músicos e artistas com quem passa a trabalhar, tais como Dominguinhos, Diana Pequeno, Marlui Miranda, Jean & Paulo Garfunkel, Amelinha, Trovadores Urbanos, Ana de Hollanda, Celso Viáfora, Márcia Salomon, Chico César, Eliete Negreiros, além de participar de shows com artistas como Hermeto Paschoal, Egberto Gismonti, Itamar Assumpção, Arrigo Barnabé e Grupo Rumo.

Em 1983 funda juntamente com sua família a Escola de Música Artlivre, que hoje conta com duas unidades em São Paulo abrigando, entre crianças, jovens e adultos, uma comunidade de 300 alunos e 15 professores.
Em 1986, como contrabaixista, passa a integrar um grupo de músicos representantes de equipamentos da multinacional Roland, uma empresa japonesa de instrumentos e equipamentos musicais de última geração.

Em 1990 é convidado a participar das gravações do programa Jô Soares Onze e Meia, do SBT, como saxofonista e flautista do Quinteto Onze e Meia. Este trabalho possibilitou a Derico tocar com músicos como Chick Corea, George Benson, Billy Cobham, Stacey Kent, Ian Anderson, Ray Coniff, Randy Crawford, Cláudio Roditi, Roberto Carlos, Gilberto Gil, Raul de Souza, Pepeu Gomes, Ed Motta, Pedrinho Mattar, Paralamas do Sucesso, Kid Abelha, Lenine. Porém hoje, além de músico, atua também como Assessor para Assuntos Aleatórios, participando e ajudando Jô Soares nas mais diversas e inusitadas situações criadas dentro do programa.

Com isso, surgiram possibilidades para que pudesse alavancar sua carreira solo com a gravação de 10 CDs, e três livros, o que o levou a participar de três Bienais do livro, em 1996, em 2002 e 2010.

Atualmente Derico atua como solista de orquestra, já tendo atuado com a Orquestra de Câmara OPUS de Belo Horizonte, regida pelo Maestro Leonardo Cunha e com a Orquestra Filarmônica Bachiana Jovem de São Paulo, regida pelo Maestro João Carlos Martins. É contratado da Rede Globo de Televisão, onde atua junto com O Sexteto no Programa do Jô, é músico exclusivo Yamaha e ministra palestras e ‘workshops’ sobre instrumentos musicais (flauta e saxofone) e a profissionalização e mercado de trabalho para o músico brasileiro.