FCA e FMVZ têm curso de combate a incêndios

Foi realizado na Fazenda Experimental Lageado, o 3° Curso de formação de Brigadas de Incêndios Florestais, do qual participaram um total de 36 funcionários que atuam nas Fazendas de Ensino, Pesquisa e Extensão (FEPE) da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) e da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp, câmpus de Botucatu, além de residentes e alunos estagiários.

O curso teve o objetivo de fornecer treinamento em prevenção e combate a incêndios florestais, abordando normas gerais nessas atividades, tais como aspectos de segurança, construção de aceiros, estradas e caminhos, pontos de captação de água, manuseio de ferramentas, equipamentos e máquinas, chefia e comando de operações.

O curso foi coordenado pelo professor Paulo Torres Fenner, especialista em Incêndios Florestais e responsável por esta disciplina no curso de graduação em Engenharia Florestal da FCA. A realização contou com o apoio da Duratex, que forneceu uma equipe especializada para compartilhar as informações com os servidores da Unesp e providenciou um caminhão-tanque dotado de bomba de sucção e recalque de água e retardantes químicos de fogo, equipado com todo ferramental e acessórios adequados para o combate a incêndios florestais, utilizado na parte prática do curso.

Durante o curso foram abordados os seguintes aspectos: introdução do cálculo do Índice de Perigo de Fogo; formação e treinamento de brigadas de incêndio; alocação de recursos físicos para prevenção e combate aos incêndios; introdução de programas educativos; estabelecimento de normas para prevenção e combate, abrangendo principalmente os seguintes aspectos: aceiros, estradas e caminhos, pontos de captação de água, equipamentos, chefias e comando; Introdução do registro estatístico dos incêndios; treinamento prático de combate a incêndios florestais e primeiros socorros.

“Os prejuízos ambientais e econômicos provocados pelos incêndios em áreas florestais, algumas vezes atingindo áreas povoadas, com edificações, pessoas e animais, se refletem em alta importância conferida à prevenção do fogo. Um incêndio evitado certamente não carece ser combatido e, assim, não causa danos”, destaca o professor Fenner.