Ex- prefeito toma posse na Academia de Letras

O professor doutor emérito da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) e ex-prefeito Joel Spadaro  será empossado  como membro da Academia Botucatuense de Letras (ABL) no próximo dia 27 às 19h30 no salão da Associação Paulista de Medicina que fica na Rua João Passos,  região central da cidade.

Spadaro ocupará a cadeira nº 20 tendo como patrono Rubens Vieira, antecessor de Domingos Alves Meira. Será recepcionado pelo acadêmico e presidente emérito José Celso Soares Vieira a pelo atual  presidente da ABL Antônio Evaldo Klar.

Joel Spadaro é natural de Botucatu e integrante da primeira turma de Medicina da então Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (FCMBB), atual campus da Unesp no município. Sua trajetória acadêmica e profissional se confunde com a história da própria FMB. Fez parte da primeira diretoria do Centro Acadêmico Pirajá da Silva (CAPS) como coordenador de esportes.

Em 1969, graduou-se em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu e fez doutorado em Ciências pela própria FCMBB, em 1974. Fez concurso de livre-docência, em 1980. Ingressa, em 1984, para o quadro de docentes da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp.

Atuou politicamente, nos anos 1960, na Operação Andarilho, mobilização realizada por estudantes da antiga FCMBB em busca de recursos para a instituição, e foi eleito o 29º prefeito de Botucatu com mandato de 1993 a 1996. Também foi vice-prefeito entre 1989 a 1992.

Spadaro desenvolveu ainda atividades administrativas como: representação em Conselhos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, na Congregação da Faculdade de Medicina e no Conselho Universitário da Unesp. Foi representante do Estado de São Paulo junto à Associação Brasileira de Educação Médica – ABEM e também representante regional da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP. Foi, durante dois anos, Presidente do Conselho de Curadores da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar – Famesp.

Exerceu, ainda, a chefia do Departamento de Clínica Médica por dois mandatos; sendo também vice-diretor (2001 a 2005) e diretor da Faculdade de Medicina de Botucatu (2005 a 2007). Em 2009 recebeu a titulação de professor emérito da FMB.