Vamos em frente?

Chorar não faz as coisas acontecerem…

Devemos aprender a correr atrás daquilo que queremos e não ficar de braços cruzados a esperar que as coisas “caiam do céu”.

Sabe que nem sei por que comecei a escrever isso?

Talvez porque saiba que a vida é feita de lutas e não de vitórias…

Um dia li num livro que não lembro o título e de um autor que lembro menos ainda, num ano que sei lá qual foi (estou com a memória fraca) que Jesus não suporta vencedores, mas ama os lutadores, pois os mesmos sabem que tudo se conquista no labor, na luta diária e nas conquistas, mesmo que sejam temporárias; pois sabem que não são os detentores do poder, mas sim os que fazem a história acontecer. Já os vitoriosos são altruístas e sentem-se “a ultima coca cola do deserto” ou “a última gota do oceano”.

Gosto de pensar na luta que caleja nosso coração; na luta que esfola nossos pés no caminhar da vida; na luta que sua nosso ser ou na luta que faz derramar lágrimas…

Gosto de pensar que ser lutador deve ser meu intento maior… Que meu objetivo maior deve ser que as vitórias aconteçam dia a dia, momento após momento!

Sempre gosto de lembrar alguém aqui quando falo com você e esta semana quero lembrar e homenagear uma mulher de fibra e fortaleza chamada Dona Amélia, que como todas as “Amélias” é uma mulher de verdade.

Gosto de ver “minha véinha” com seu sorriso e suas respostas rápidas diante das provocações que lhe faço; mas, principalmente, gosto de ver nela aquele semblante de paz e alegria quando se aproxima da gente e sente-se amada; mesmo e principalmente agora, que nada enxerga com os olhos da carne, mas tem a perspicácia de um ser que consegue ver além dos olhos. Que consegue espalhar alegria em seu silêncio e não murmurando por conta de suas dores ou desilusões de saber que a ninguém deve culpar por estar vivendo esta catástrofe em sua vida chegando ao fim da mesma.

Como me faz bem encontrar com a Dona Amélia ao menos toda terça feira e poder ver ali o exemplo de que a gente tem que aprender a sorrir mesmo diante de nossas desilusões e parar com a “frescura” de qualquer coisa dizer que a vida nada vale e até fomentar o desejo de morte dentro de si.

Digo sempre que estas pessoas, como aquele rapaz da cadeira de rodas a quem dei uma rosa na Santa Missa domingo passado que, mesmo na sua deficiência aparente demonstrou que aceita ser amado e não visto como alguém diferente, mas igual na dignidade de ser humano e filho do mesmo Pai Deus.

É… De nada adiantam lágrimas se as mesmas não nos levarem ? luta. Pois senão elas obscurecerão o intento da própria vida ou do ideal de vida que temos que ter.

Vamos em frente?

Saiba que com um beijo de Jesus, pelos lábios de Maria, as coisas podem ser melhores e que valerá a pena um dia olhar para traz e dizer que valeu a pena ter passado por este mundo deixando marcas.

Deste sempre amigo e irmão Nele, por ela e com São José:

{n}Pe. Delair Cuerva

*** Quer ser feliz? Descubra Deus em você e no outro!{/n}

NB: Se quiser pode ter seu nome lido e colocado no Coração de Jesus na Tv Século 21 ? s quintas feiras no programa “Madrugada de Bençãos” ? s 23h30; basta ligar para (14)3813-4410 em horário comercial e aproveitar e ficar sócio de nossa obra que quer amar os preteridos da humanidade para fazê-los preferidos.