TUDO SOBRE A BÍBLIA – nº24

Estamos no Ano do Senhor de Dois Mil e Onze.
É manhã de carnaval chuvosa onde nem a chuva que cai consegue desmotivar os foliões de plantão.

As gotículas de H2O caem aos milhares em lugares diversificados em toda nossa cidade com uma população de aproximadamente 140.000 habitantes em franco crescimento e com uma cultura satisfatória.

Em meio a este progresso que atinge até a esfera cultural, encontramos a nossa literatura contribuindo vigorosamente nesse contexto.
“TUDO SOBRE A BÍBLIA” – é um diferencial para todos os amantes da cultura; pois abrange história, mitologia, filosofia, e religião, não podendo deixar de fora a teologia.

Prossigamos então:

Os nomes atribuídos ao deus único cristão lá no Livro dos Começos são em um número de dois – elohim sendo melhor grafado na transliteração aproximada LHM e yahweh sendo melhor grafado na transliteração aproximada YHVH.

A santidade do nome do deus único para os hebreus, fez com que os tradutores para o grego do AT, não traduzissem os termos santos, ou seja, os nomes divinos permaneceram em hebraico sendo apenas traduzidas as demais partes do texto.

Os nomes divinos, então, segundo a tradição da tradução da septuaginta, ou seja, a versão grega do AT traduzida pelos 72 sábios judeus a pedido do Rei Ptolomeu para compor a biblioteca de Alexandria; foram preservados pelos seus tradutores pelo temor de Deus e de seu nome santo.

LHM ou elohim é um nome de de Deus que na realidade significa – deuses e não Deus como se arroga para o mesmo.
As palavras hebraicas que possuem a terminação “im” são plurais.
Temos então deuses e não Deus.

Moisés que foi o autor dos cinco primeiros livros de nossa Bíblia, não se chamava Moisés; mas sim; Tutmósis ou ainda Tutmés.
Após sua descoberta sobre seu sangue judeu teria retirado de seu nome a alusão ao deus tot, egípcio.

Temos então seu nome passando a ser – mósis ou més; dai originando o nome Moisés conhecido de todos hoje em dia.
Tutmósis, como gosto de chamá-lo; pois, acredito deveria ter sido seu verdadeiro nome – “foi instruído em toda ciência dos Egípcios” – segundo a Bíblia em Atos 7:22.

A ciência egípcia abrangia muitas áreas; entre elas: magia, astrologia, matemática, medicina, entre outras.

Pr. Murilo Mendes Maciel
Teólogo – OTIB nº44
macielmurilo@bol.com.br