Momentos de Sabedoria: A vida em gratidão! Dizimo

Nós trabalhamos para garantir nosso sustento, nossa vontade de consumo e nossos desejos pessoais materiais, muitas pessoas de nós acordam cedinho, outros dormem tarde trabalhando. Algumas pessoas trabalham a noite toda, outras não trabalham, pois dependem de outras pessoas.

Porém alguém sempre faz alguma coisa em algum lugar, e se você não está fazendo nada é porque está com algum problema de saúde, às vezes resumo Deus como saúde, pois quando essa saúde não está boa às outras coisas não funcionam… Bom, é bem mais que isso, eu sei, é importante da saúde, principalmente a saúde preventiva.

Mesmo assim, os homens de boa vontade, vão às igrejas geralmente nos fins de semana, oram, rezam e agradecem a Deus, a Jesus e ao santo que acredita, o que tem e de alguma forma se  conecta com o lado espiritual que está no intimo de cada pessoa. Assim são formadas as religiões, as seitas e os homens doam… Pois doar é um ato de amor, uns doam em dinheiro, outros em ajuda humanitária, se colocam em prol das pessoas e da sociedade.        Cada um sabe onde e como deve se dedicar. Porém o mais complexo destas doações é sem dúvida o dízimo ou a parte que você sacrificou seu tempo, sua família para doar a alguma dessas entidades ou religiões. É importante doar, seja lá qual for a quantia, o valor da doação, a doação é importante.

Eis o dízimo esse  artigo hoje fala da doação segundo Budismo.  

 

5. PRATIQUE O DESAPEGO

Uma das principais lições do budismo é praticar o desapego. "O apego é uma mente egoísta que faz você pensar só em si mesma e não no outro, além de gerar sofrimento caso você perca o que tanto estima", fala Mudita.