Eu Gostaria…

Eu gostaria de poder falar de coisas bonitas e suaves…

Eu gostaria de ver um mundo mágico onde tudo fosse belo e perfumado…

Eu gostaria de poder perceber que o mundo ainda tem jeito…

Eu gostaria de ver gente educada a caminhar e protestar sem quebrar…

Eu gostaria de perceber que os pais conseguem formar seus filhos com caráter e respeito…

Eu gostaria de ver nossos adolescentes felizes a encontrar-se e conseguirem a felicidade…

Eu gostaria de ver os jovens abertos ao novo, mas buscando fazer deste mundo o melhor lugar de se viver…

Eu gostaria de ver os adultos o sendo de fato e fazendo o máximo para que tudo fosse uma eterna realização…

Eu gostaria de perceber o amor pelos seres de cabeça branca que mais ensinam que a luta é algo inerente ao ser humano e fortalece o mundo….

Eu gostaria de ver o sorriso da criança ao aprender com o idoso…

Eu gostaria de ver a esperança no adolescente ao encontrar um idoso…

Eu gostaria de perceber a coragem do jovem ao abraçar um idoso…

Eu gostaria de ver a ousadia do adulto ao auxiliar um idoso…

Eu gostaria sim de ver um mundo que valorizasse este ser do telhado repleto de neve, mesmo tingido e que pudesse aprender com ele o valor da vida e dos costumes…

Eu gostaria de perceber na sociedade a valorização do idoso de tudo aquilo que ele foi e é capaz ainda de produzir…

Eu gostaria de perceber que o mundo do idoso não é apenas um mundo à parte em suas síndromes ou cansaços, mas que é sim alguém que mais ensina que atrapalha… Que mais amou que odiou e que mais lutou que cruzou os braços em meio a tudo que se há ainda por fazer…

É… Como eu gostaria de coisas…

Como eu gostaria de perceber o ser humano amando mais e sendo mais feliz sem esta luta desmedida por poder ou por sei lá o que e que só afasta quem ama de seu regaço…

Vamos à luta por amar mais e valorizar-se menos; lógico que não se humilhando, mas se valorizando!

Com um beijo de Jesus, pelos lábios de Maria e no abraço de José…

 

Pe. Delair Cuerva, fmdp