COISAS DA VIDA…

Escrevi um livro com este título, pois creio que as coisas da vida nos devem sempre ensinar a viver mais e melhor… Devem nos levar a crer mais em nossa capacidade de fazer acontecer as coisas e de ser realmente os protagonistas de nossa história e que não podemos, de forma alguma, fazer de nossa história uma dependência de coisas e ou pessoas.

As coisas da vida acontecem para que saibamos seguir avante já que cada “coisa” é uma “coisa’ que nos deve levar a fazer algo para “descoisar” os nossos momentos de falta de anseios”.

Não podemos deixar as nossas histórias serem estórias, mas devemos fazer história em nosso peregrinar por aqui… Enquanto estamos aqui não podemos deixar que o tempo passe diante de nossos olhos sem fazer aquilo que somente nós devemos e podemos fazer.

Nas “coisas da vida” temos que fazer história.
Nossa vida é um caminhar que tem pouco tempo e não pode ser apenas um tempo ultrapassado, mas passado a cada instante e vivenciado a cada momento de sua forma específica…

Como curto dizer que a vida temque ser vivida a cada momento como se fosse único e último… Acho isso legal e, de certa forma, plausível; já que não podemos querer consertar aquilo que passa.

Estes dias estive a visitar uma senhora no CTI e pude perceber suas lágrimas ao ouvir falar de Deus e me comovi ao ver as mesmas lágrimas teimando em lhe recordar que seu tempo estava curto; mas, mesmo assim, queria nova chance de seguir avante… Pior é ver, como vi estes dias, uma pessoa nova (apesar de avó…risos) que tentara o suicídio e que se colocava como endemoninhada achando que a culpa de sua infelicidade e que era o demónio que lhe persuadia a não ser feliz… Não podemos jogar a culpa de tudo no “coitado do capeta”, mas temos que sabermo-nos causadores de nosso mal estar cotidiano… Tudo que nos acontece depende de nós e não de outrem… Somos livres para seguir avante do jeito que queremos, mas também saibamos que nossas ações de hoje podem culminar em maus momentos amanhã.

Vendo aqui em casa os idosos que acolhemos, em horário comercial para que os filhos ou familiares possam trabalhar, fico a imaginar como ainda temos muito a aprender para que, no futuro, possamos independer de alguém…

Sermos tão ditos normais que não nos aflijamos diante de nada e nem de ninguém a ponto de sermos realmente felizes.

Estas coisas da vida nos devem levar a não parar neste caminho.
Estas coisas na vida devem ser aulas que irrompam o silencio de amar que muitas vezes temos.

Estas coisas pela vida devem nos levar a lutar por melhores condições.
Quanta coisa ainda temos que fazer na vida, não?
Então vamos ? luta e “mãos ? obra”.
Com um beijo de Jesus, pelos lábios de Maria e no abraço de José:

Pe. DelairCuerva,fmdp

OBs: Não esqueça de nos assistir no www.asfabrasil.com em nossa webtv e rádio todas as terças feiras ? s 20h00 e nos ver na TV Século 21 todas as quintas ? s 18h00