Tarifa de ônibus passa a R$ 3,00 em Botucatu

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana informa, por meio da Resolução nº 1/2015, publicada no Semanário Oficial desta sexta-feira (2 de janeiro de 2015), que o reajuste da tarifa do transporte coletivo em Botucatu entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira (5 de janeiro).  Em Botucatu duas empresas, com linhas distintas,  exploram o transporte coletivo:  Stadtbus Transportes e Viação São Dimas.

O valor da passagem passará de R$ 2,80 para R$ 3,00 um aumento de R$ 0,20. Estudantes, guardas-mirins e idosos entre 60 e 65 anos pagarão R$ 1,50 do valor da passagem. Já pessoas com 65 anos ou mais de idade e pessoas com deficiência física, devidamente cadastradas, continuam isentas da tarifa. Durante o período de 30 dias será mantida a tarifa de R$ 2,80 aos usuários que possuírem créditos em seus cartões.

O reajuste foi definido após estudos técnicos e uma série de discussões entre o Conselho Municipal do Transporte Coletivo (CMTC), representantes das empresas de ônibus e da Prefeitura. O último reajuste da tarifa de transporte coletivo em Botucatu aconteceu em janeiro de 2014 entrando em vigor em 2 de fevereiro de 2014. Na ocasião o valor da passagem passou de R$ 2,65 para R$ 2,80.

O CMTC é composto por munícipes (usuários, idosos, estudantes e pessoas com deficiência); representantes das empresas de ônibus e funcionários de órgãos públicos. No modelo tarifário adotado para o reajuste, que é pautado na Lei Municipal nº 782 de 2010, os percentuais possuem um peso classificado da seguinte maneira: mão de obra (49,55%); peças e equipamentos (27,05%); e combustível (23,4%). 

 

Fatores apontados para o aumento 

• Reajuste de 8% nos salários dos operadores do transporte coletivo de Botucatu, conforme acordo coletivo de trabalho 2014/2015 do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, com data base de 01/05/2014.

• Aumento de 5,54 % no índice de preços ao produtor da fabricação de veículos automotores e carrocerias (IPP).

• Aumento no valor do óleo diesel em 5,01%, com base na variação do preço da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) no período.