Sinal de internet grátis chega a mais duas praças

 Secretaria da Administração de Botucatu, através da Divisão de Tecnologia e Recursos da Informação (TI), está ampliando o sinal de internet grátis, via wi-fi, pelo projeto Praça Digital. Primeiro foram as praças Rubião Júnior e Dom Luiz Maria de Santana (Catedral), no final do mês de setembro. Agora, em novembro, chegou a vez das praças Carlos Gomes, onde está localizada a Igreja São Benedito (Centro) e Alexandre Fleming, em frente ao Hospital do Bairro (Vila dos Lavradores). 

Para ter acesso gratuito à internet o usuário deverá se conectar à rede "Praça Digital". Será direcionado para uma tela onde deverá preencher um cadastro com seus dados e em seguida deverá preencher o e-mail e senha. Uma vez logado, o usuário terá cinco horas contínuas de conexão. A velocidade de conexão é de no mínimo 256kbps, com acesso irrestrito e gratuito a qualquer cidadão.

Segundo o coordenador de TI da Prefeitura, Jorge de Campos Junior, desde a inauguração do sistema em praças públicas já foram efetuados 2.750 cadastros, com média diária de 20 usuários conectados. 

“É uma iniciativa que há algum tempo já é adotada pelas principais cidades do País e do mundo. Essa democratização da inclusão digital é um processo sem volta, no qual percebemos que as pessoas, independente da idade, querem fazer parte. Tanto para acompanhar as informações que circulam de maneira cada vez mais veloz, quanto para se comunicar com aquela pessoa que está longe e, assim, se sentirem mais próximas uma das outras”, argumenta.

O projeto também será expandido, ainda neste ano, para as praças Emilio Peduti (Bosque), Praça Coronel Moura (Paratodos), Cavalheiro Virgílio Lunardi (Igreja Sagrado Coração de Jesus), e Ginásio Municipal. Atualmente este serviço também já é disponibilizado no Prédio da Prefeitura e Terminal Rodoviário.

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada em setembro deste ano, mais da metade da população do País (50,1%) está conectada à internet. Até 2013 já eram 86,7 milhões de pessoas utilizando a rede mundial de computadores para se comunicar, extrair informação e cultura ou mesmo como forma de passar horas de lazer.