Prefeitura de Botucatu está na final do Prêmio Mário Covas

A Prefeitura Municipal de Botucatu é uma das finalistas do Prêmio Mário Covas (http://www.premiomariocovas.sp.gov.br/), no segmento Gestão Municipal, promovido pela Secretaria de Estado da Gestão Pública. Dentre os 90 inscritos, o município está entre os finalistas, ao lado de Santa Fé do Sul, Campinas, Santos, Mogi das Cruzes, Ubatuba, Sertãozinho, Garça e Corumbataí.

O projeto apresentado por Botucatu trata do levantamento detalhado da Zona Rural do Município. O trabalho foi desenvolvido de forma transversal e a custo zero pelas secretarias municipais de Planejamento, Agricultura, Segurança e Educação, pelo Conselho de Desenvolvimento Rural e CAT.

Através de um amplo mapeamento foram identificadas todas as estradas, propriedades rurais, pontes e pontos críticos, visando melhorar a logística do escoamento da produção e a circulação de pessoas. O estudo também promove ação preventiva de reparos e reforma, facilita a localização das ocorrências, já que as propriedades rurais são geo-referenciadas.

“O beneficio maior é possibilitar o acesso do homem do campo aos equipamentos públicos. Além do mérito do projeto, existe a votação popular como critério para se vencer o concurso. Convido todos os botucatuenses a votarem”, declara o prefeito João Cury Neto.
Para votar no projeto de Botucatu basta acessar:

http://www.premiomariocovas.sp.gov.br/2011/votenopremio.asp e votar em Gestão MunicipalE: Programa Municipal de Acessibilidade Rural por: Ricardo Henrique Casini Chiarelli.

{n}{tam:25px}O Prêmio {/n}{/tam}

Para responder ? s crescentes demandas de seus cidadãos, o Governo do Estado de São Paulo tem como desafio fornecer serviços públicos de alta qualidade e mais acessíveis, modernizar suas instituições e suas organizações e responder mais adequadamente ? s demandas da sociedade por maior participação nas decisões governamentais.

Apesar de o governo estadual desempenhar um papel central no equacionamento desses desafios, hoje, reconhecidamente, a sociedade civil e o setor privado também exercem um importante papel na administração dessas questões. Mais do que isso, acreditamos que a cooperação entre os atores dessas três esferas é o caminho mais adequado e mais rápido para a modernização e a racionalização da administração pública. Nesse sentido, com vistas a se adequar a essa nova realidade, o Prêmio Mário Covas evoluiu, ampliando-se e transformando-se.

Ampliou-se na medida em que passou a oferecer três novas categorias especialmente desenvolvidas com o objetivo de incluir nessa 8ª edição profissionais e colaboradores da sociedade civil e servidores e empregados públicos municipais. Nesse sentido o prêmio tornou-se mais democrático, pois agora ele premia iniciativas inovadoras e de excelência enviadas por cidadãos que não mais se vêem como consumidores passivos de serviços públicos, mas sim como parte da solução a esses desafios.

Dentre as novas categorias, a categoria Cidadania em Rede destacará ações realizadas por usuários de centros gratuitos de inclusão digital no Estado de São Paulo. A categoria Governo Aberto será dedicada a valorizar iniciativas de cidadãos que utilizam base de dados governamentais para melhorar o acesso aos serviços públicos e tornar efetivo o exercício da cidadania.

Além de incentivar projetos de cidadãos paulistas, o prêmio também abre espaço, pela primeira vez, para trabalhos realizados por servidores e empregados públicos municipais do Estado de São Paulo na categoria Inovação em Gestão Municipal Além dessas novidades, a consagrada categoria Inovação em Gestão Estadual continuará premiando as iniciativas desenvolvidas por servidores e empregados públicos estaduais.