Possibilidade de mau tempo adia Festival de Pipas

O Festival de Pipas e Papagaios de Botucatu que estava programado para o próximo domingo (24) foi transferido para o dia 7 de novembro, por conta do mau tempo previsto para a Cidade.

O evento é promovido pelo Rotary Clube Cidade Alta, com apoio da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), Policia Militar (PM), Guarda Civil Municipal (GCM), Corpo de Bombeiros, Secretarias Municipais de Cultura, Esporte, Duratex e {n}Jornal Acontece Botucatu.{/n} O encontro dos competidores será nas dependências da Associação Desportiva da Polícia Militar (ADPP), que fica na região do Parque 24 de Maio, no período compreendido entre 9 ? s 17 horas, sendo aberto ao público interessado. As inscrições serão aceitas mediante doação de um quilo de alimento não perecível.

De acordo com o regulamento, poderão inscrever-se no evento, qualquer pessoa da comunidade na faixa etária de 7 a 17 anos de idade, acompanhados pelo seu responsável legal no ato da inscrição, e a partir de 18 anos de idade. Nos casos em que a inscrição for feita através da escola, a mesma deverá vir acompanhada de autorização do responsável legal do inscrito. Outro detalhe é a participação deverá ser individual e o participante inscrito em qualquer categoria só poderá se inscrever com uma única pipa.

Para crianças até seis anos de idade será realizada uma oficina de papagaios no dia do evento, com início previsto para as 11 horas. Somente poderão participar desta oficina as crianças que se inscreverem antecipadamente. Serão aceitas apenas 300 inscrições para essa oficina.

Durante o festival os competidores serão divididos em três categorias: originalidade e beleza (a mais trabalhada, detalhada e bonita); menor tamanho contendo toda estrutura (papel, cabresto, vareta, linha, etc) e com no máximo 10cm de comprimento e maior tamanho – contendo toda estrutura (papel, cabresto, vareta, linha, etc) e acima de 1m de comprimento, sem considerar a rabiola. Será premiado um único vencedor por categoria, sendo vencedor aquele concorrente que efetuou corretamente sua inscrição e apresentar sua pipa de acordo com os critérios estabelecidos no regulamento.

As pipas e papagaios serão avaliados por categoria e os participantes deverão se apresentar ? equipe examinadora munidos da ficha de inscrição, afixado de forma visível. Essa avaliação será feita no chão e no ar e cada categoria terá 30 minutos para apresentação, sendo 10 minutos para verificação das pipas no solo, pelos julgadores e 20 minutos para empinar. Os participantes terão 10 minutos para recolher as pipas após a ordem de encerramento de cada categoria.

A premiação será feita tão logo termine a apresentação de todos os competidores: troféu ao 1º colocado em cada categoria e medalhas ao 2º e 3º colocados em cada categoria. Para efeito de premiação, todas as pipas e papagaios deverão subir e permanecer no ar por, pelo menos, dois minutos.

Será desclassificada a pipa que não voar; o concorrente que “caçar” a pipa de outro; quem usar cerol, linha metálica ou outro material cortante; não recolher a pipa no tempo previsto e empinar a pipa fora do horário e local de apresentação de sua categoria. Também será classificada a pipa confeccionada com material de difícil absorção pela natureza (não biodegradável): plástico, poliéster, nylon, pvc, fitas de vídeo e de gravador, papel laminado etc. Para a confecção da pipa poderá usar: papel de seda, linha de algodão, bambu e a rabiola poderá ser de plástico ou papel.

A Comissão Julgadora será formada por nove membros, sendo três jurados em cada faixa etária e uma comissão para julgar cada categoria. Os jurados indicarão a melhor pipa e/ou papagaio de cada faixa etária, correspondente a cada categoria, por meio de pontos (de 7 a 10 pontos) e as decisões das comissões julgadoras são soberanas e irrecorríveis.

Foto: Divulgação – G1.globo.com