Orçamento de Botucatu para 2015 será de R$ 309 milhões

A Câmara Municipal aprovou com votos de todos os vereadores, o Projeto de Lei de autoria do Executivo que estima a receita e fixa a despesa de Botucatu para o exercício financeiro de 2015. O projeto já havia passado pela Comissão Permanente de Orçamento Finanças e Contabilidade do legislativo, que conta com os vereadores Fernando Carmoni (PSDB), Lelo Pagani (PT) e Reinaldo Mendonça Moreira – Reinaldinho (PR).

O Projeto de Lei aprovado na casa fixa o Orçamento Geral do Município de Botucatu, para o exercício financeiro de 2015, estima a Receita e fixa a Despesa em pouco mais de R$ 309 milhões. A Receita será realizada mediante a arrecadação dos tributos e outras receitas correntes e de capital, na forma da legislação em vigor e nas especificações constantes no Anexo nº 02, da Lei Federal nº 4.320/64.

Desse montante total, as pastas municipais com maiores recursos destinados serão as de Educação, que receberá pouco mais de R$ 89 milhões, seguida pela secretaria de Saúde, com verba estimada em R$ 59 milhões. A terceira pasta com mais recursos destinados é a de Administração, que receberá cerca de R$ 37 milhões. O restante da verba, cerca de R$ 122 milhões é repartido entre as demais secretarias e o Poder Legislativo.

Responsável pela análise do Projeto de Lei, o vereador Fernando Carmoni, que é o presidente da Comissão Permanente, se mostrou satisfeito com a aprovação. “Tudo foi feito como manda a legislação. Tivemos audiência pública onde todos tiveram acesso aos valores que seriam encaminhados e de uma maneira geral, nos agradou a divisão, pois todos os setores acabaram contemplados de uma maneira satisfatória”, analisou o legislador.