Obras do Parque Tecnológico entram na reta final

Depois de dotar de completa infra-estrutura a gigantesca área de pouco mais de 280 mil metros quadrados ? s margens da rodovia Gastão Dal Farra, onde será instalado o Parque Tecnológico, a Prefeitura de Botucatu entra na reta final da construção do edifício central deste que é um dos maiores empreendimentos públicos da história da Cidade, fruto de convênio firmado com o Governo do Estado.

O prédio central do Parque terá 1.800 m² e contará com salas de reunião, salas de treinamento, instalações para diretoria, secretaria, administração, compras, manutenção, salas de espera, recepção, copa, sanitários, área de atendimento, hall, dois anfiteatros e auditório para 190 pessoas. As obras estão em estágio bastante avançado e acontecem em ritmo acelerado.

Ao mesmo tempo, a Subsecretaria de Ciência e Tecnologia acompanha o início da construção da portaria e da via de acesso ao complexo, que inclui a abertura de uma pequena marginal, além de uma rotatória que também servirá para disciplinar o tráfego de veículos que se dirigem aos conjuntos habitacionais Maria Luíza e Jardim do Bosque. A previsão é que essas obras sejam realizadas no prazo de 30 dias. Também deverá ser iniciada nos próximos dias a implantação do projeto paisagístico que contemplará todo o entorno do Parque.

A Prefeitura também avança na elaboração do contrato de gestão que será firmado com uma organização social para administrar o complexo. Entre o final de março e início de abril, a Subsecretaria de Ciência e Tecnologia lançará o edital de chamamento para as empresas interessadas em se instalar no Parque. Serão disponibilizados 18 terrenos a partir de 1.500 metros quadrados e 16 salas no núcleo para escritórios especializados.

“Há empresas de Botucatu e de fora que já demonstraram interesse em se instalar no Parque. O processo de seleção será absolutamente técnico e democrático. Já podemos adiantar que a Agência de Inovação da Unesp terá um escritório regional funcionando dentro do Parque, oferecendo suporte importante nas áreas de pesquisa e desenvolvimento”, informa o secretário de Ciência e Tecnologia, Carlos Alberto Costa.

O secretário municipal de Governo, Caco Colenci, que tem sob a sua gestão na Prefeitura as obras executadas através de convênios, visitou as obras do Parque nesta semana. Ele ressalta a importância que o empreendimento terá para o processo de desenvolvimento do município e da região.

“O Parque Tecnológico será um grande centro de desenvolvimento de produtos na área tecnológica. As obras estão em fase final de execução e a entrega ? população acontecerá em breve. Trata-se de um equipamento público de grande relevância para a região e que transformará Botucatu em uma referência na área de biotecnologia e bioprocessos. Estamos criando um ambiente inovador para o desenvolvimento de pesquisas e produtos de ponta, que nos colocarão em um patamar diferenciado. O Parque também será mais um pólo gerador de empregos na cidade. Essa obra é mais uma parceria do prefeito João Cury com o governador Geraldo Alckmin que resultará em bons frutos para Botucatu. São investimentos que geram emprego, aquecem o comércio, geram mais tributos e criam uma cadeia virtuosa para a economia municipal”, avalia Colenci.