Mutuários recebem as chaves do Santa Mônica

Clima de festa. Foi isso que aconteceu na manhã desta quinta-feira no Parque Residencial Santa Mônica com a entrega das chaves ? s famílias sorteadas que adquiriram as 407 unidades habitacionais do programa habitacional “Nosso Sonho” lançado pela administração municipal. Centenas de pessoas participaram do evento.

O prefeito João Cury Neto em seu discurso enfatizou importância desse momento onde muitas famílias terão a oportunidade de morar em imóvel próprio. “As casas foram feitas com amor, com carinho para famílias que, realmente, necessitam. Sinto olhando nos olhos das pessoas que aqui estão, a emoção pela possibilidade de morar no que é seu”, disse Cury. “Elas estão ansiosas em mudar para a casa nova e deixar de pagar aluguel. Querem logo dar início a uma nova etapa em suas vidas”, complementou o prefeito.

O Chefe do Executivo visitou algumas famílias que foram as primeiras a se instalar no local, depois de serem tiradas de uma área de Preservação Ambiental, no Jardim Monte Mor, onde viviam em condições subumanas, em parcos barracos. Cury esteve na casa de Denilson Gabriel, que fez o parto de sua quarta filha em uma ambulância. Ele se mudou na manhã de quarta-feira quando sua mulher ainda estava se recuperando no hospital. Ela teve alta e foi direto para a casa nova.

Também recebeu a visita do chefe do Executivo, Sandra de Fátima Ferreira, que tem oito filhos e é separado marido. Disse que agora irá ver a chuva de forma diferente. Isso porque no seu antigo barraco ela e os filhos tinham que escolher um local da casa para escapar das goteiras e do barro.

Até a moradora mais antiga daquela região do Jardim Monte Mor, Maria das Graças Cardoso Araújo, a Gracinha, de 55 anos e nove filhos, mostrou que já está adaptada ao novo lar. Ela trouxe suas varias espécies de flores (principalmente orquídeas) e já improvisou um jardim nos fundos da casa.

A primeira mutuária a assinar o contrato e receber as chaves da nova casa foi Gracieli Regina da Silva, que tem dois filhos e espera o terceiro (está no oitavo mês de gestação). Disse que não esperava ser sorteada e estava ansiosa para conhecer a nova casa na Rua 13, nº 194, quadra K, lote 13.

{n}Sorteio concorrido{/n}

A definição dos sorteados aconteceu em praça pública, no dia 15 de novembro de 2010, em um grande evento que reuniu cerca de 10 mil pessoas em frente ? Prefeitura Municipal.

Na segunda quinzena de dezembro, a Secretaria Municipal de Habitação enviou ? CEF as pastas com as informações dos pré-selecionados. Posteriormente os próprios contemplados sortearam suas casas em evento realizado no Ginásio Municipal de Esportes “Dr. Mário Covas Júnior”.

{n}O empreendimento {/n}

O valor de cada casa ficou em torno de R$ 40 mil, mas em dez anos a pessoa contemplada irá pagar apenas R$ 6 mil. As prestações variam acordo com o salário e não vai ultrapassar 10% do vencimento. Por isso se uma pessoa ganhar o limite máximo que seria de R$ 1.395, 00 vai pagar uma mensalidade de R$ 139,00. Com isso, a menor parcela será de R$ 50,00 e a maior de R$ 139,00.

Cada unidade habitacional do Parque Residencial Santa Maria 1 tem 36,72m² (dois dormitórios, banheiro, sala e cozinha) e conta com sistema de aquecimento solar. As residências serão destinadas ? s famílias com renda bruta familiar até R$ 1.395,00. A entrega da obra pela construtora Haus ? Caixa Econômica Federal está prevista para dezembro de 2010. O cronograma encontra-se em dia.

Implantado em uma área de 194.178,57 metros quadrados, o empreendimento contará com 76.766,98 metros quadrados de arruamentos e vias públicas. O novo conjunto ainda inclui uma área institucional de 9.332,65 metros quadrados destinada a Prefeitura Municipal de Botucatu, além de áreas de lazer e recreação. Todo o empreendimento será desenvolvido seguindo os preceitos de sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, mantendo 19.730,77 metros quadrados de áreas verdes.

Fotos: David Devidé