Manifestação em Botucatu acontece na Catedral

Fotos: Valéria Cuter

 

Cerca de 500 pessoas, de acordo com os organizadores, (200 segundo a Polícia Militar) marcaram presença na manifestação popular contra o Governo Federal, em especial a presidente Dilma Roussef,  ocorrida em frente à Catedral Metropolitana de Botucatu,  na tarde deste domingo, entre 15 às 18 horas.

Apesar de a adesão ter ficado abaixo do esperado,  um dos principais organizadores do evento, Fabiano Cecílio, que faz parte da Juventude do PSDB, destacou que a manifestação foi positiva. “Todas as pessoas que aqui estiveram representam as mais diferentes classes sociais e isso valorizou o evento”, disse.

As forças de segurança da cidade formada pela Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar (PM) acompanharam o movimento para que a manifestação transcorresse de maneira pacífica sem que os excessos fossem cometidos.  As duas instituições circularam pelas imediações da praça.

Em Botucatu, o maior protesto público aconteceu em junho de 2013 quando cerca de oito mil pessoas (segundo a PM) fizeram uma gigantesca passeata pela região central da cidade.  Manifestantes com as caras pintadas, narizes de palhaços, cartazes e faixas, cantavam e gritavam palavras de ordem contra a corrupção e por  melhorias em áreas como Mobilidade Urbana,  Saúde,  Segurança e Saúde.  

A nível nacional os protestos deste domingo contra o governo da presidente Dilma Rousseff aconteceram em 272 cidades, de acordo com organizações do evento. Em nenhuma delas, porém,  a movimentação teve participação maciça da população, com exceção de São Paulo que recebeu grande público na Avenida Paulista.  Como sempre acontece em eventos esta natureza, existiu uma diferença gritante entre os números apresentados pela Polícia Militar, com os dos  organizadores.