Licitação do Centro de Inclusão Social será feita esta semana

“Acredito que até o final desta semana deveremos abrir os envelopes com as propostas das empresas que ficarão responsáveis pela construção das obras de dois grandes equipamentos públicos voltados, prioritariamente, ao atendimento das pessoas com deficiência, ao lado do ginásio municipal de esportes “Mário Covas Júnior”, no Bairro Alto, numa parceria entre a Prefeitura de Botucatu, com o Governo do Estado”.

Foi esta a declaração dada na manhã desta terça-feira (1º de janeiro) pelo presidente da Comissão Permanente de Licitações (Copel) de Botucatu, Fábio Valentino sobre o processo licitatório que trata da implantação do Centro de Tecnologia e Inclusão Social, que tem custo estimado em R$ 2.180.173,34 e o prazo para sua execução é de 8 meses.

O prédio contará com pouco mais de 1.600 metros quadrados de área construída e abrigará Oficina de Orientação Profissional, Oficina Cultural (Teatro/Vídeo), Oficina de Artesanato, Oficina de Informática, Oficina Multiuso, Acessa São Paulo e Acessinha São Paulo, Pátio de Convivência, anfiteatro, sanitários adaptados, recepção, diretoria, secretaria e anfiteatro para 200 pessoas.

Também serão analisada propostas das empresas participantes da Concorrência Pública 004/12 para implantação do Centro de Inclusão Esportiva. A obra está orçada em R$ 1.541.341,87 e também deverá ser entregue no prazo de 240 dias. A unidade contará com quadra poliesportiva, salão de fisioterapia, vestiários, administração, piscina de hidroterapia (aquecida) e piscina semi-olímpica com 4 raias (aquecida).

“Teremos o privilégio de contar com esses dois equipamentos, que atenderão toda nossa região. Há muitas pessoas com deficiência que estão em casa, esperando uma oportunidade para ingressar no mercado de trabalho. Outras há muito tempo aguardavam poder contar com instalações adequadas para a prática de atividades físicas. É exatamente esse público que vamos atender oferecendo preparação para o mercado de trabalho e uma grande estrutura esportiva”, declarou o prefeito João Cury.

Demonstraram interesse na execução das obras as seguintes empresas: Negrão & Negrão Construtora Ltda.; Prudesan Engenharia e Comércio Ltda., Walp Construções e Comércio Ltda., Construart Construtora e Incorporadora Ltda., Atlântica Construções, Comércio e Serviços Ltda.; J.F. Construção Ltda. EPP; Zenite Engenharia de Construções Ltda. EPP; Precisão Comercial e Construtora Ltda.; EEC Engenharia Ltda.; CDM Construtora e Empreendimentos Ltda.; Comercial 3D do Brasil Ltda.; CJL Construtora Ltda. EPP; MAF Construtora Ltda.; HE Engenharia e Representações Ltda.; 2N Engenharia Ltda.; MB Engenharia e Construções Ltda. EPP; Construtora Paulistana de Serviços e Obras Ltda.; Tecnoplan Planejamento e Empreendimentos Ltda. e Claudia de Fátima Pereira Construtora e Transportes EPP.