Guarda Civil presta contas do trabalho desenvolvido na cidade

Na manhã desta terça-feira a secretaria de Segurança Pública recebeu autoridades ligadas aos mais variados setores da sociedade botucatuense para fazer um apanhado geral do trabalho desempenhado pela Guarda Civil Municipal (GCM), ao longo dos últimos meses. Entre as autoridades presentes esteve o prefeito João Cury.

O secretário de Segurança Pública, Adjair de Campos, apresentou nessa reunião, as estatísticas dos atendimentos, desde que assumiu o comando da secretaria em janeiro de 2009. “Estamos dando uma prestação de contas do nosso trabalho ? comunidade botucatuense”, salientou Adjair de Campos. “Procuramos mostrar a evolução que a Guarda Civil teve, justificando os investimentos que foram feitos, os projetos já desenvolvidos e o que ainda iremos desenvolver. Os números comprovam que tivemos grandes avanços”, acrescentou Campos.

Ele cita que, atualmente, a Guarda Civil recebe uma média de 300 ligações por dia, que mostra a confiança que a população está tendo trabalho que vem sendo feito. Lembra que foi dobrado o número de agentes da Guarda e hoje a população conta com os mais diferentes tipos de atendimentos.

{bimg:10311:alt=interna1:bimg}

“Estamos preparados para prestar atendimento a um migrante em situação de mendicância abandonado na rua, como também para executar missões de alto rico como confronto armado com marginais de alta periculosidade, captura de pessoas foragidas da Justiça e combate ao tráfico de drogas. Nossa equipe se especializou, tem um comportamento exemplar e está perfeitamente integrada ? cidade”, disse o secretário.

{bimg:10312:alt=interna2:bimg}

O comandante da Guarda Civil, Paulo Renato da Silva, fez um apanhado geral dos serviços prestados em diferentes setores da cidade. “Hoje cabe a guarda a responsabilidade de monitorar, através de câmeras de vídeo nas principais ruas da cidade e com isso coibir a criminalidade. Também intensificamos a fiscalização em bares, veículos, praças e pontos de prostituição e drogas, sem nos esquecer das rondas escolares e da defesa do patrimônio público. Fazemos, periodicamente, muitas operações conjuntas com as Polícias Civil Militar”, enumera Paulo Renato.

{bimg:10313:alt=interna3:bimg}

O prefeito João Cury foi incisivo com relação a GCM. “Quando assumimos o governo tínhamos uma Guarda Municipal desestruturada, desmotivada e eram inúmeras as reclamações. Gradativamente, ela foi se modificando, se estruturando, se especializando, dobrando seu número de agentes. Menos de dois anos depois já é exemplo para todo Estado de São Paulo e orgulho de todos nós. Esse é resultado de um trabalho com o engajamento e comprometimento de todos, buscando um bem comum, que é servir a população”, elogiou o prefeito.

{n}Confira os números da GCM no 1º semestre de 2010{/n}
• Condenados capturados e presos: 18
• Presos em flagrante delito: 27
• Veículos recolhidos por algum tipo de delito em fiscalizações: 34
• Veículos furtados recuperados: 10
• Auxílios comunitários: 234
• Averiguações de suspeito: 620
• Ocorrências ambientais: 133
• Atendimento patrulha escolar: 712
• Apreensão de drogas: mais de 2,5 kg de entorpecentes

{n}Principais ocorrências atendidas: {/n}

• Pontos de fiscalização: 3.304
• Patrulhamento em pontos municipais: 2.013
• Perturbação de sossego: 713
• Averiguação de suspeito: 569
• Mediação de conflito: 273
• Outras ocorrências contra o Meio Ambiente: 66

{n}Outras ocorrências: {/n}
• Furto: 38
• Lesão Corporal Dolosa: 33
• Uso/porte de droga: 28
• Ameaça: 20
• Condenado capturado: 18
• Queimada: 18
• Roubo: 14
• Acidente sem vítima: 13
• Dano ao patrimônio municipal: 13
• Desordem/perturbação: 13
• Acidente com vítima: 09
• Auto localizado: 09
• Outras ocorrências contra o patrimônio: 09

Fotos: Valério A. Moretto