GCM apresenta seu sistema de inteligência e estatística

Inauguração de uma nova era na Guarda Civil Municipal (GCM) de Botucatu. Assim se pode chamar a solenidade realizada na manhã desta quarta-feira (4) que contou com a presença de diferentes autoridades do Município para a apresentação da mais nova ferramenta que será utilizada em operações cotidianas da Guarda Civil Municipal (GCM). Trata-se do Sistema de Inteligência e Estatística da Guarda Municipal (SIEG). Esse novo instrumento de gestão permitirá que a corporação tenha acesso, via online, a um gigantesco banco de dados que fornecerá informações em tempo real.

A apresentação do SIEG, sistema desenvolvido pela empresa Hyper Byte, foi feita pelo diretor Peter Urmenyi e aconteceu na sede da GCM. Compuseram a mesa de autoridades o prefeito João Cury Neto, assim como o secretário de Segurança Pública e dos Direitos Humanos, delegado Adjair de Campos; delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Celso Olindo; subcomandante do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), major Marcelo Oliveira; presidente da Câmara Municipal André Rogério Barbosa, o Curumim; presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subsecção de Botucatu, Samir Daher Zacharias e o subcomandante Guarda Municipal, Leandro Destro.

Em sua explanação o secretário Adjair de Campos enfatizou que essa nova ferramenta vai permitir que a GCM troque o papel pelo mundo digital. “A GCM de Botucatu transformou-se em uma referência para o Brasil e para manter essa condição é preciso estar sempre atualizados. Esse novo sistema nos oferece uma série de opções que garantirão mais agilidade ao nosso trabalho”, revelou o secretário.

Segundo Adjair de Campos o equipamento, embora seja de alta tecnologia terá um custo de apenas 7.800,00 por ano ou R$ 600,00 por mês. Enfoca que o SIEG disponibiliza um módulo estatístico que auxilia na chamada antecipação de delitos. “Apoiado no histórico das ocorrências cadastradas, o sistema efetua prognósticos parametrizados em função do período, horário e dia de semana dos casos registrados. Esse prognóstico apresenta-se no formato de uma listagem bairro a bairro, logradouro a logradouro com pontuações de risco e sugestões de patrulhamento”, explica.

O comando da GCM, prossegue Adjair, terá em tempo real relatórios comparativos das ocorrências atendidas mês a mês e ano a ano. “As apreensões de drogas, objetos e pessoas são relatadas dentro de qualquer período que se queira, já com os quantitativos classificados segundo as suas unidades de medição”.

Outro detalhe interessante citado pelo secretário de Segurança é que a entrega e devolução de armas também passam a ter um controle diferenciado. “O sistema permite identificar se em determinada ocorrência um agente estava armado ou não e, em caso afirmativo, com que arma estava, quando a recebeu e quando a devolveu. A partir de agora, os boletins de ocorrência serão digitalizados e conectados a cada ocorrência registrada. Os documentos podem ser impressos com perfeição em formato PDF-Adobe e, ainda, consultados on-line com expressiva redução do manuseio de papeis”, coloca.

O secretário não deixou de citar que existe também um módulo especial para o trabalho da Corregedoria. Inúmeras listas podem ser geradas como álbuns de fotografias digitais em PDF-Adobe. Gráficos de alta qualidade gerados em flash são obtidos a partir de relatórios e consultas mediante um simples “clique” de mouse. O sistema também oferece controle de estoques para materiais de consumo e patrimônio fixo.

{n}Visões completas{/n}

Embora seja um sistema voltado mais especificamente para as operações, o SIEG permite visões completas de uma série de segmentos das atividades desenvolvidas. Há mais de 50 relatórios disponíveis com os seguintes recursos: visão analítica em detalhe e resumo em HTML; gráficos em flash em vários formatos (principalmente histogramas e gráficos de setores); exportação de dados analíticos para planilhas eletrônicas; exportação de visões analíticas em detalhe, resumo e gráficos para o formato PDF-Adobe.

“Vamos evoluir na questão do acesso a estatísticas, controles internos, agilidade na busca de dados e no trabalho da Corregedoria. O sistema é de fácil manuseio, bem completo e o custo benefício é bastante interessante. É uma grande evolução, sem dúvida alguma”, reforça Campos.

{n} Crescimento da GCM{/n}

As autoridades que compuseram a mesa explanaram a evolução da GCM e a importância dessa ferramenta de alta tecnologia que irá ser muito importante para agilizar o trabalho que visa a segurança da Cidade. Entre outras coisas, o prefeito João Cury Neto fez uma análise do crescimento da GCM nesses últimos anos, com os agentes passando por diferentes cursos de aperfeiçoamento e os investimentos em armamento e viaturas.

“Foi o trabalho da GCM em conjunto com a Polícia Militar e Polícia Civil que transformou Botucatu na Cidade mais segura do Estado, por dois anos consecutivos. Paralelo a isso realizou mais de 360 prisões sem disparar um único e ganhou o reconhecimento da sociedade. Então a nossa Guarda vem evoluindo ano a ano e a vinda dessa ferramenta de alta tecnologia, irá agilizar ainda mais os trabalhos. É mais um passo que é dado com o intuito único de estar sempre melhorando e se aperfeiçoando para dar um atendimento cada vez melhor ? população”, finalizou o prefeito.

Fotos: Quico Cuter