Festa de São José reúne milhares de fiéis em quatro dias

Fotos: Valéria Cuter

“O sucesso foi em razão da dedicação de pessoas que não mediram esforços e doaram seu tempo para nos ajudar na organização e coordenação da festa. Deus abençoe a todos”. Foi o comentário feito pelo Padre Marcelo Henrique Prado, satisfeito com a receptividade da festa em louvor a São José, realizada entre os dias 16 a 19 de março, com diversificadas atividades religiosas (tríduo, terços, missas e procissão) e festivas (venda de diferentes produtos como pastel, panqueca, sonho, bolo e almoço italiano).

O ponto alto da festa aconteceu nesta terça-feira (19), dia em que comemora, oficialmente, o Dia de São José. As atividades se iniciaram ? s 6 horas com a alvorada de fogos, com repique de sinos em homenagem ao padroeiro. Já ? s 7 horas a missa dos devotos de São José e dos oprimidos e operários. A capela permaneceu aberta durante o dia inteiro para visitação pública e terços. Também aconteceu nesse dia a “troca das sacolinhas” (onde os fiéis guardaram moedas durante o ano todo para entregar ? igreja).

A partir das 9 horas os fiéis puderam participar da recitação ininterrupta do terço, que se estendeu até ? s 17 horas. O terço só foi interrompido ? s 15 horas quando foi rezada a missa com a benção dos enfermos. Às 19h30, encerrando as festividades, houve a missa solene e a procissão luminosa com centenas de fiéis percorrendo diversas ruas nos arredores da igreja cantando e rezando em louvor ao santo.

A procissão saiu da praça da igreja, desceu pela Rua Prudente de Moraes e alcançou a Rodrigo do Lago. Depois entrou pela Rua Manoel Fernandes Cardoso, chegou até a Avenida Dom Lúcio, retornou para a Rua Prudente de Moraes e encerrou na igreja, onde o padre Marcelo Prado fez a benção final.