Dia da Bandeira será comemorado nesta quinta-feira

O significado das cores aponta o verde representando as florestas; o amarelo, os minérios e as riquezas do Brasil; o azul, o céu;  e o branco, a paz

 

Nesta quarta-feira, 19 de novembro, é comemorado o Dia da Bandeira que se constitui como mais um elemento simbólico da construção da identidade nacional brasileira e simboliza a nação.  Essa comemoração passou a fazer parte da história do país após a Proclamação da República, no ano de 1889.

Comemoração ocorre  no dia 19, pois essa foi a data de instituição da bandeira nacional republicana, no ano de 1889. Nessa data ocorrem comemorações cívicas, normalmente acompanhadas do canto do Hino à Bandeira. A bandeira foi adotada pelo decreto nº 4 no dia 19 de novembro de 1889. Esse decreto foi preparado por Benjamin Constant, membro do governo provisório.

Em Botucatu é costume o 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), de Botucatu que agrega a 13 municípios da região e tem o tenente coronel Jorge Duarte Miguel como comandante, realizar a solenidade alusiva a data, onde são incineradas  bandeiras consideradas inservíveis.

A bandeira nacional tem hoje 27 estrelas, que representam os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Quando foi criada, em 1889, a bandeira tinha apenas 21 estrelas, referentes aos 20 estados existentes na época e à capital, que era o Rio de Janeiro. A última modificação da bandeira nacional ocorreu em 1992, com a criação do Amapá, de Rondônia, de Roraima e de Tocantins. Foram acrescentadas quatro novas estrelas.

Em todo esse período, apesar da mudança do número de estrelas, as formas da bandeira permaneceram praticamente inalteradas. Uma particularidade interessante é que o Brasil é um dos poucos países cuja bandeira respeita a posição astronômica das estrelas. O significado das cores aponta o verde representando as florestas; o amarelo, os minérios e as riquezas do Brasil; o azul, o céu;  e o branco, a paz.

A Bandeira Nacional deve ser hasteada em dias de festa ou de luto nacional, em todas as repartições públicas, nos estabelecimentos de ensino e sindicatos. Nas escolas públicas ou particulares, é obrigatório o hasteamento pelo menos uma vez por semana, durante o ano letivo. Durante a noite, a bandeira, se hasteada, deve ficar sempre iluminada. Se várias bandeiras são hasteadas ou arriadas simultaneamente, a bandeira nacional deve ser a primeira a atingir o topo e a última a descer.