Definida a duplicação da Rodovia Antonio Butignolli

Em reunião realizada na sede da Prefeitura de Botucatu, foi anunciado que o trânsito de veículos na Rodovia Antonio Butignoli será interrompido para o avanço das obras de duplicação que acontecem no local. A medida passa a valer a partir do próximo dia 30 e sem prazo definido para ser revogada.

Participaram do encontro o prefeito João Cury Neto; o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Vicente Ferraudo; o secretário municipal de Planejamento, Nelson Lara; o chefe de seção técnica do DER, José Carlos Taborda; o procurador do município, Antonio Henrique Nicolosi Garcia; o diretor de trânsito, Henri de Oliveira Bento; a presidente do GAC (Grupo Administrativo do Campus) e diretora do Instituto de Biociências da Unesp, Dra. Dalva Cesário; o diretor da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp, João Carlos Cury Saad; o vice-diretor da Faculdade de Medicina, José Carlos Peraçoli; o gerente do Departamento de Manutenção e Transporte da Famesp, Sílvio Geraldo dos Santos, além dos representantes da Jaupavi, Newton Fraschetti e Antonio Carlos Catarino, vencedora da licitação. 

No período de interdição, a ligação entre o distrito de Rubião Júnior e outros setores da Cidade será feito preferencialmente pela rodovia Domingos Sartori que possui pista dupla nos dois sentidos. As autoridades entendem que o fechamento do trânsito na Antonio Butignoli é necessário para garantir segurança no local. Dados do DET (Departamento de Engenharia de Tráfego) apontam que dois mil veículos por hora passam pela região.

Faixas deverão ser instaladas em diversos pontos para alertar os motoristas antecipadamente sobre as mudanças. Os moradores e proprietários de imóveis às margens da rodovia terão acesso assegurado. O controle ficará a cargo da empresa responsável pelas obras. Além da segurança, outro benefício que poderá ser gerado a partir da interdição é a diminuição do prazo de execução da obra, que por contrato é de 180 dias.