Defesa Civil intensifica ações contra as queimadas

Dando continuidade às ações da campanha contra as queimadas 2014 a Defesa Civil de Botucatu realizou na última terça-feira (29 de julho) intervenções em três unidades de saúde da Cidade. Foram contempladas com as ações os postos do Jardim Iolanda (região Norte), Jardim Cristina (Leste) e Comerciários (Sul).

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Paulo Renato da Silva, essas unidades de saúde foram indicadas pelo Corpo de Bombeiro da Cidade por estarem em áreas que mais registram incidências de ocorrências relacionadas ao tema da campanha.

“Na oportunidade foram entregues para as chefes das unidades materiais da campanha que serão utilizados em atividades com as crianças e adultos que passam por estes locais. A intenção destas ações não é diminuir os focos de incêndios nestas regiões, mas também orientar a população sobre as consequências que isto acarreta à saúde. Como o tempo está muito seco as ações da campanha tem que continuar”, explica.

Durante as visitas o coordenador da Defesa Civil também esteve acompanhado do médico da Secretaria de Saúde e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Paulo Machado, e do agente de humanização, Wilson Evangelista de Oliveira. No início do mês de julho a equipe da Defesa Civil também realizou a entrega de materiais da campanha no Pronto Socorro Infantil e Adulto da Cidade.

 

Combate a incêndio

 

De acordo com o site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de janeiro a junho deste ano, já foram detectados por satélite mais de 700 focos de incêndio no Estado de São Paulo. Nesta época do ano, o Corpo de Bombeiros de Botucatu chega a atender, em média, dez ocorrências diárias relacionadas a queimadas.

“Fazemos triagem de cada caso, mas na maioria das vezes o fogo tem início de forma intencional, de ação humana, principalmente para a limpeza de terrenos”, comenta o tenente Edson Winckler.

Em maio passado, na cidade de Sorocaba, membros da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Defesa Civil e Patrulha Ambiental também passaram por uma oficina preparatória para a Operação Estiagem 2014. Eles foram capacitados para formar a Brigada Municipal e auxiliar no combate a pequenos focos de incêndio.

“A população deve estar consciente dos perigos causados pelas queimadas. Uma simples bituca de cigarro jogada à beira de áreas verdes pode provocar incêndios de grandes proporções, que trazem danos não só à nossa rica fauna e flora, como também ao ser humano”, argumenta o secretário de Meio Ambiente, Perseu Mariani.

A campanha contra as queimadas em Botucatu é uma parceria entre a Prefeitura (Defesa Civil, GCM e Secretaria de Meio Ambiente), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) e ONG S.O.S Cuesta.

 

Principais causas de incêndio

 

– Bitucas de cigarro;

– Fogueiras;

– Queima não controlada em pastos e canaviais;

– Queima de lixo;

– Descuido humano

 

Prejuízos das queimadas

 

– Destruição de plantações e construções rurais;

– Perda de remanescentes florestais;

– Morte de animais silvestres (inclusive espécies em extinção);

– Poluição do ar

– Agravos à saúde (principalmente doenças respiratórias e alergias);

– Contribuição para o aquecimento global (produção em excesso de dióxido de carbono);

– Acidentes com queimaduras e até mesmo morte de pessoas