Chuvas derrubam árvores em vários pontos da cidade

Mais uma vez, as fortes chuvas com vento e granizo desabaram na cidade na tarde desta terça-feira deixou moradores de vários bairros da cidade apreensivos. Isso porque ainda está na mente dos munícipes a tempestade de granizo que caiu no Setor Sul da cidade no final de semana e causou muita destruição.

Se no final de semana a região Leste da cidade, onde estão bairros populosos como a Vila Maria, Bairro Alto, Jardim Cristina, Parque Serra Negra, entre outros, não caiu nem uma pedra de granizo, nesta terça-feira a situação se inverteu. Foi esta região onde mais caiu granizo, não com a mesma intensidade e tamanho das pedras de gelo do final de semana. O vento e o granizo derrubaram várias árvores, a água invadiu muitas residências e deixou os moradores sem energia elétrica.

Com relação a queda de árvores uma das áreas mais afetadas foi a região da Avenida José Barbosa de Barros, no Jardim Paraíso, sentido Fazenda Lageado, onde várias árvores caíram sob a ação dos fortes ventos. A ponte da fazenda também está comprometida e em razão do volume de água e por medida de segurança o trânsito foi interrompido.

Também em outros bairros a chuva chegou a derrubar árvores chegando a danificar casas e veículos estacionados, como na Avenida Conde de Serra Negra na Vila Maria, Jardim Brasil, Jardim Monte Mor, entre outros. Em algumas praças da cidade galhos de árvores quebraram-se e caíram no passeio público.

Em outros locais com o Jardim Riviera, Vila São Lúcio, Tanquinho, Jardim Bom Pastor, Lavapés, a água invadiu casas. Também houve alagamento na Avenida Dante Delmanto, Elevado Bento Natel e na região do Terminal Rodoviário, onde o trânsito teve que ser desviado em razão do transbordamento do Rio Água Fria.

A equipe do Corpo de Bombeiros se deslocou para as mais diferentes regiões da cidade, principalmente para cortar os galhos das árvores que desabaram em via pública e que estavam atrapalhando o fluxo de veículos. “Não sei te precisar quantos casos atendemos até agora (19h25), mas foram muitos e os chamados não param”, disse o cabo Camilo.

O coordenador da Defesa Civil do Município, Domingos Chavari Neto, esteve nos mais diferentes bairros atendendo chamados. “É uma loucura. Caíram muitas árvores na cidade e os bombeiros estão trabalhando, ininterruptamente, para dar conta aos chamados de pessoas que tiveram árvores caídas em frente ? s suas residências”, observou Chavari.

Revela que somente nesta quarta-feira poderá dar um parâmetro sobre os estragos que as chuvas causaram. “Agora (19h40) a chuva amenizou e espero que continue assim. Amanhã vou fazer um levantamento dos prejuízos”, disse, enfocando que não chegou ao seu conhecimento se houve vítimas. “Até agora não tenho informações sobre feridos. O que sei é que muitas pessoas de diferentes bairros da cidade tiveram prejuízos e nós estaremos prestando a ajuda necessária”, acrescentou o coordenador da Defesa Civil.

Por: Quico Cuter
Fotos: Macaru