Chuva de granizo com rajadas de vento assusta moradores

Na tarde desta sexta-feira (15) uma chuva de granizo seguida de rajadas de ventos desabou em alguns pontos da Cidade gerando expectativa em moradores. A tempestade ocasionou sobrecarga na rede da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) e várias casas ficaram sem energia por cerca de uma hora.

No momento da chuva o maior susto foi o desabamento da porta frontal de um estabelecimento comercial na Rua Amando de Barros, gerando correria entre transeuntes e fazendo o com que os funcionários se refugiassem nos fundos da loja. Duas pessoas (uma cliente e uma funcionária) sofreram ferimentos leves. Também foram registrados casos isolados de destelhamento de casas, na região da Cohab I e quedas de galhos de árvores.

Assim que o temporal deu uma trégua a equipe da Defesa Civil do Município passou a vistoriar os locais mais atingidos. “Felizmente, não houve registro de vítimas graves, mas a chuva caiu com grande intensidade por vários minutos. Vamos permanecer de sobreaviso, pois existe a perspectiva de chuva no final de semana“, disse o coordenador de Defesa Civil, Paulo Renato da Silva.

A cidade ainda não se esqueceu do caos da manhã do último dia 16 de janeiro quando as chuvas causaram inundações, alagamentos, desmoronamento de terra e desabamentos em diferentes pontos da Cidade. A chuva teve início por volta das 2 horas da madrugada e se intensificou pela manhã.

Naquela ocasião os pontos mais atingidos com alagamentos foram na região do Terminal Rodoviário, Avenida Dante Delmanto, Cohab I, Fazenda Lageado, entre muitos outros. Os rios que cortam a Cidade como o Água Fria (Rodoviária) Lavapés e Tanquinho, transbordaram em diferentes regiões a as águas saíram dos leitos e se espalharam formando enxurradas com uma força incontrolável.

Além dos transbordamentos dos rios, a Defesa Civil registrou alagamentos e desmoronamento de terra nas rodovias Domingos Sartori; Antônio Butignolli, João Hipólito Martins – Castelinho; Alcides Soares, Gastão Dal Farra, onde foi muito difícil trafegar no início da manhã em razão dos congestionamentos.