Casas do Nova Esperança serão sorteadas no dia 19

Fotos: Danilo Ramos

 

Após vistoria realizada pela equipe da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) em conjunto com a Secretaria Municipal de Habitação foram definidos os detalhes finais para o sorteio das 71 unidades habitacionais que compõem o Residencial Nova Esperança (Botucatu-H), em fase final de construção no distrito de Rubião Júnior. O evento acontecerá no dia 19 de abril no Estádio Municipal João Roberto Pilan (Inca). 

Das 8 as 10 horas, as pessoas deverão chegar ao local e depositar nas urnas o cartão que será enviado pela CDHU com seus respectivos nomes. O sorteio está marcado para ter início às 11 horas. A expectativa é reunir um grande público já que 6.539 pessoas estão inscritas para participar do processo. 

Das 71 moradias do Nova Esperança, 04 serão destinadas para idosos; 05 para famílias com pessoas com deficiência (adaptadas conforme a necessidade do morador); 03 para policiais civis, militares, agentes de segurança penitenciária e agentes de escolta e vigilância penitenciária) e 13 para famílias que vivem em áreas de assentamentos precários em situação de risco e/ou favelas. As demais casas serão sorteadas para a população em geral inscrita, após calculadas e subtraídas as unidades destinadas a pessoas que vivem sós (3% dos inscritos como indivíduos sós, limitado a 3% do número de moradias).

No dia do sorteio, o próprio candidato inscrito colocará sua senha na urna de cor correspondente a sua faixa de renda familiar. Para ter direito ao imóvel a família sorteada precisa ter renda entre um e cinco salários mínimos; morar no município há pelo menos três anos; se não morar no município, o chefe da família deve estar trabalhando na cidade há pelo menos três anos. A família não pode ser proprietária de imóvel, nem possuir financiamento habitacional no país. Também não pode ter sido atendida por algum programa habitacional para família de baixa renda.

Depois do sorteio, as famílias contempladas serão convocadas para fazer a habilitação. Nesta etapa serão apresentados os documentos que comprovarão as informações prestadas na inscrição. As famílias habilitadas estarão prontas para assinar o contrato de financiamento.   

Com custo de R$ 5 milhões, o residencial Nova Esperança está sendo construído ao lado do Residencial Caimã, no distrito de Rubião Júnior. As casas terão dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. As unidades contarão com piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos no banheiro e nas paredes da cozinha e muro de divisa entre os lotes. O prazo de financiamento das moradias será de até 25 anos. As prestações serão calculadas de acordo com a renda familiar.