Botucatu oficializa empréstimo de ônibus à Pardinho

O prefeito João Cury Neto recebeu em seu gabinete o prefeito de Pardinho, Benedito da Rocha Camargo Júnior, acompanhado do secretário municipal de Educação, Celso Mucio; do presidente da Câmara, Cristiano Camargo e do vereador Rivaldo Rosa. O encontro serviu para oficializar o auxílio que Botucatu prestará ao município vizinho depois do incêndio de grandes proporções que atingiu a garagem da prefeitura no último dia 22. Catorze veículos ficaram destruídos, entre eles 10 ônibus escolares.

No dia seguinte ao ocorrido, Cury esteve em Pardinho para se solidarizar com o prefeito Dito Rocha e colocar-se à disposição para ajudar o município a superar esse momento de grande dificuldade. Imediatamente foi providenciado o empréstimo de dois ônibus da frota escolar de Botucatu para garantir o transporte de alunos da cidade vizinha. O decreto 10.122 oficializa a permissão de uso de um micro-ônibus Volare (32 lugares) e um ônibus Apache (42 lugares).

“A ajuda do prefeito João Cury tem sido de suma importância. Se ele não nos socorresse imediatamente não teríamos condições de transportar os alunos da zona rural. Trata-se de um apoio muito grande e em nome do povo de Pardinho agradeço de coração. Foi o primeiro a chegar lá e nos oferecer ajuda”, relata Rocha. 

Segundo ele, o transporte de alunos está sendo feito em situações bastante precárias. O prejuízo com a destruição de grande parte da frota escolar é calculado em R$ 2,5 milhões. “Estamos à espera de algum auxílio por parte do Governo do Estado. Na próxima semana também vou a Brasília em busca de recursos. Felizmente as imagens da câmera instalada no local praticamente descartam a hipótese de incêndio criminoso. De acordo com a polícia, o fogo teria começado a partir de um curto-circuito em um dos veículos”, informa o prefeito.

O secretário de educação, Celso Mucio, também agradeceu o apoio prestado pela Prefeitura de Botucatu, contribuindo para o transporte de cerca de 500 alunos. “Essa ajuda de Botucatu tornou-se fundamental porque tivemos que adaptar algumas peruas que já estavam fora de circulação para fazer o transporte de alunos. O veículo cedido com adaptação para cadeirante é de extrema importância. Nossa previsão era que as aulas fossem retomadas uma semana após o incêndio. Mas a ajuda oferecida pelo prefeito de Botucatu nos permitiu retomar as aulas no dia seguinte”. 

Para o prefeito João Cury, a ajuda oferecida é um gesto fraterno entre cidades vizinhas e irmãs.  Realça que Botucatu e Pardinho tem uma relação fraternal e nessas horas de dificuldades é que se precisa demonstrar carinho e apreço pelo povo de Pardinho.

“Falo isso em nome da população de Botucatu  que é generosa e fraterna. Assim que tomei conhecimento do incêndio que atingiu a frota escolar imediatamente me coloquei à disposição para ajudá-los. Costumo dizer que só vamos conseguir melhorar a sociedade no momento em que conseguirmos nos colocar no lugar do outro. Isso não pode ser apenas discurso. Nossa pregação tem que ser coerente com nossa ação. Acho que a prefeitura de Botucatu cumpriu com seu papel”. 

Cury fez contato por telefone com o governador Geraldo Alckmin, solicitando auxílio do estado para recompor a frota e na terça-feira esteve na Casa Civil com o secretário Edson Aparecido, reforçando o pedido. “Na minha modesta visão acho que o Governo do Estado tem condições de ajudar a Prefeitura de Pardinho com alguns veículos para que o prefeito possa, gradativamente, recuperar a situação da frota até atingir a sua normalidade”, conclui.