Bairro Demétria diz que Plano Diretor está sendo desvirtuado

Os moradores do Bairro Demétria, através de sua Associação de Moradores e Amigos (AMA) encaminharam um abaixo assinado ao prefeito João Cury Neto, alertando que o Plano Diretor de Botucatu aprovado pela Câmara Municipal em junho de 2007, corre o risco de ser desvirtuado.

Segundo o documento, a Rodovia Gastão Dal Farra, que pelo Plano tem grande parte de sua extensão dentro de área de preservação, vem atraindo pessoas e grupos interessados na construção de terminais de carga e transporte, além de galpões industriais.

Os moradores alertam que em frente ao Bairro Demétria, uma empresa de terraplanagem trabalha ininterruptamente, inclusive aos domingos, cortando o topo de um morro, preparando o terreno para a construção de dois galpões, segundo os técnicos, inicialmente para a armazenagem de rações para cães e gatos.

“De acordo com o Plano Diretor, estas áreas próximas ? Cuesta são áreas de transição entre o urbano e o rural (rurbano), e qualquer atividade que se instale nelas não poderá contrariar as determinações do Plano. Além do mais, são áreas ricas em pequenos mananciais, com vocação agrícola, educacional, cultural e turística”, defendem os moradores.

E o documento é concluído da seguinte forma: “Diante da ameaça de intervenções de interesses econômico e especulativo, nós que somos moradores, trabalhadores e amigos do Bairro Demétria e arredores, vimos por meio desta solicitar ? Prefeitura Municipal de Botucatu o imediato embargo das obras até a regulamentação do Plano Diretor”.

O prefeito já está analisando caso e uma equipe deverá estar dialogando com moradores que reclamam dessas obras que estão sendo construídas em área que seria de preservação ambiental, contrariando o Plano Diretor aprovado pela Câmara Municipal.