70% dos espaços do novo shopping estão preenchidos

Quem quiser ter um espaço para adquirir um espaço para instalar sua loja e comercializar seus produtos no Shopping Center Pátio que será construído no Jardim Riviera, a poucos metros da Rodovia João Hipólito Martins – Castelinho, terá que se apressar. Isso porque mesmo antes do início das obras, 70% dos espaços destinados a lojas já estão preenchidos.

O empresário José Henrique Fernandes Faraldo, da Via Honey Logística do Grupo JHF e Helcio Povoa, diretor da AD Shopping, empresa responsável pela administração e comercialização do Shopping Center Pátio já estiveram reunidos com lojistas da cidade para discutir os espaços a serem cedidos.

A previsão é a de abrir as portas para os consumidores em 2012. Já estão na sua fase final os trâmites documentais que estão sendo feitos pela Prefeitura Municipal. A expectativa é que nos próximos dias o início das obras deverá acontecer com o trabalho de terraplanagem. De acordo com o projeto, nessa primeira fase o shopping teria 127 lojas, mas muitos investidores já mostraram interesse em conseguir espaço para levar seus produtos para serem comercializados e esse número poderá chegar a 200.

“Estamos mostrando o que o shopping tem a oferecer aos comerciantes e quais serão as condições para que se obtenha espaço no local. O interesse dos comerciantes só confirma a pesquisa de mercado e investidores que fizemos para chegar ? conclusão de que Botucatu poderia comportar um empreendimento desta natureza para atender a toda região”, observou Faraldo, quando esteve reunido com os comerciantes de Botucatu interessados em fazer parte desse projeto.

Quando projeto foi apresentado, oficialmente, Helcio Povoa previu que o Shopping Pátio Botucatu deverá gerar, aproximadamente, 1.500 empregos diretos e outros 1.800 indiretos. “Buscamos os parceiros corretos e teremos conosco nesse empreendimento o que existe de melhor no mercado. Botucatu foi escolhida entre muitas cidades do Brasil que estavam pleiteando o shopping. Isso irá gerar divisas e riquezas para o município”, disse Povoa.

Para o prefeito João Cury o projeto é um sonho da população que há muito tempo cobrava a necessidade da construção do shopping para atender essa reivindicação de toda região. “O que era um sonho vai se tornar realidade e esse empreendimento irá, sem dúvida, fazer com que a cidade atraia investidores de todo Brasil”, enfatizou o prefeito. “O que depender da prefeitura para agilizar o processo será feito, pois o shopping é uma das nossas principais prioridades”, acrescentou.

{n}Relembrando o projeto{/n}

O empreendimento representa um investimento inicial de R$ 50 milhões, contando, inicialmente, com 17 mil metros de Área Bruta Locável (ABL) em ambientes totalmente climatizados, divididos em cinco âncoras, 127 lojas, praça de alimentação com 12 operações, espaço gourmet com três amplos restaurantes, quatro salas de cinema de formato stadium e equipadas com tecnologia e som digital e 1.307 vagas de estacionamento.

Aguardado há décadas pela população de Botucatu, o shopping tem sua previsão de inauguração para o 2º semestre (outubro) de 2012 e representará uma opção qualificada de compras, serviços e lazer e tem como objetivo ser o ponto de encontro para toda família.

Em uma segunda fase, o projeto prevê também a construção de hotel, centro de convenções, hospital de 80 a 120 leitos e torre de ambulatório, torres de escritórios, condomínios residenciais, posto de gasolina e parque, qualificando o empreendimento como o maior já realizado na cidade.

Com projeto arquitetônico assinado pelo arquiteto Roberto Colaço, o empreendimento será instalado no acesso da Avenida Marginal com a Rodovia SP-209 João Hipólito Martins – Castelinho, local escolhido após pesquisa de viabilidade realizada pela empresa Gismarket. Além disso, o local oferece topografia e área de zoneamento adequada.