13ª Festa do Milho vai agitar Botucatu e região

“É a maior festa já considerada na região, porque durante 06 dias serão consumidas, aproximadamente, 40 toneladas de milho vindo diretamente da roça. Para cada produto existe uma cozinha montada, com seus equipamentos e nenhum produto é congelado, já que tudo é feito no dia para consumo do dia”.

Estamos falando da 13ª edição da Festa do Milho Verde, que tem coordenação do padre Orestes Gomes Filho, responsável pela Igreja Nossa Senhora Menina, na Vila Maria. Como vem acontecendo nos anos anteriores a festa acontece em três finais de semana diferentes: 28 de fevereiro e 1º de março;  07 e 08 de março e dias 14 e 15 de março, sempre com início às 10 horas.

O espaço de mais de 1.800 metros totalmente coberto  do pátio da igreja irá receber não só a população de Botucatu como visitantes de outras cidades da região, com o envolvimento da comunidade de Vila Maria que faz a preparação dos produtos que são comercializados. O sacerdote faz questão de frisar que tudo que é comercializado na festa é de primeira qualidade. Até o milho usado é plantado em uma área arrendado no Sítio São José, em Pardinho, especialmente para atender as necessidades do evento.

“Fabricamos os produtos aqui mesmo no pátio da igreja e todos os visitantes podem acompanhar de perto como (os produtos) são feitos e embalados. Teremos aqui curau, pamonha, bolo, sorvete, suco, pão, pastel, pizza, milho assado, milho cozido, sopa, entre outros, e um completo serviço de bar”, enumera o padre.

Para realizar a festa em três finais de semana consecutivos, padre Orestes conta com a colaboração de 200 pessoas voluntárias que trabalham nas barracas e na confecção dos produtos para a venda como uma verdadeira linha de produção, onde cada pessoa tem a sua participação desde quando o milho chega da roça para ser descascado até a venda direta ao consumidor.
“Sem o envolvimento dessas pessoas abnegadas que nos ajudam todos os anos a festa inexistiria”, enaltece Orestes.

Além dos produtos derivados do milho a festa contará com a apresentação de artistas de Botucatu e região. Dia 1º de março se apresenta a dupla sertaneja Gonçalo Neto e Alfredinho. No dia 8 de março sobe ao palco o Grupo Conexão Bis e, em seguida, a dupla Kelvernek e Fernando Rampim. Já dia 15 de março a animação no palco fica por conta do violeiro Tavares e seus convidados e da dupla Apollo e Felipe. “Por ser uma festa caipira e de muita descontração as pessoas que quiseram podem vestir-se à caráter com trajes típicos sertanejos (bota, calça jeans, camisa xadrez, chapéu, etc)”, sugere Orestes.