Museu do Café atinge a marca de 150 mil visitantes

Turismo
Museu do Café atinge a marca de 150 mil visitantes 17 outubro 2014

O Museu do Café da Fazenda Lageado registrou mais uma marca histórica. Dia 6 de outubro, no período da tarde foi entregue o cupom ao visitante de número 150 mil. Esse número é relativo ao período de janeiro de 2006 a 6 de outubro de 2014. O visitante de número 150 mil veio do Paraná e se chama Marlon Lucas, aluno do curso de Agronomia da Universidade Federal do Paraná.

Acompanhado de um grupo de colegas Marlon que mora em Marechal Candido Rondon realizou visita ao Museu e acabou recebendo o cupom relativo à marca. Foi a primeira vez que ele visitou Botucatu e o Museu e ele gostou muito. Destacou em especial a riqueza de detalhes do acervo e também a preservação e cuidados com as peças.

Para marcar o feito o Coordenador do Núcleo, José Eduardo Candeias entregou à Lucas o livro “Um saci passou por aqui” do Professor botucatuense José Carlos Oliveira Castro, um mouse pad com imagem da Faculdade de Ciências Agronômicas e um broche alusivo aos 25 anos do Museu. “Importante salientar que o Museu considera fundamental registrar essas marcas, pois, demonstram, sem sombra de dúvidas, a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido”, disse Candeias.

 

Totens

Também foram entregues à população os totens turísticos instalados na região dos prédios histórico da cidade de Botucatu. A iniciativa é da Subsecretaria de Turismo e do Conselho Municipal de Turismo (Comutur), órgão consultivo e deliberativo que tem como objetivo oferecer propostas ao prefeito municipal nas questões que envolvem o turismo na cidade de Botucatu.

A partir de agora os visitantes poderão fazer uma visita autoguiada pelo local. Nessa primeira fase foram contemplados os prédios da Escola de Educação Cardoso de Almeida (EECA), Cardosinho, Caridade Portuguesa e Catedral Metropolitana. Além disso, a Praça Rubião Junior, que foi totalmente revitalizada e entregue à população também no dia 28, recebeu um totem que traz foto, mapa ilustrado do Centro Histórico e informações do lugar visitado, como sua história e estilo de arquitetura. Para facilitar a visitação de turistas estrangeiros todo o texto também é apresentado em inglês.

Pela previsão a segunda etapa do projeto, deverá ser implantada em 2015, contemplando o Fórum das Artes (Pinacoteca), a Praça Isabel Arruda (Misericórdia), Capela do Seminário e Prefeitura. “Existe também a possibilidade de instalação de um totem no Museu do Café, considerando a importância que esse espaço representa para o turismo local. Parabéns à Subsecretaria de Turismo e aos membros do Comutur”, disse Candeias.

 

Livro Livre

O coordenador enfatiza que o Museu do Café participa do projeto “Livro Livre”, da Secretaria de Cultura do Município. Esse projeto tem como objetivo disponibilizar livros em locais de grande circulação de pessoas. Nesses locais é instalado um display em que são colocados livros. O cidadão pode levar qualquer das publicações disponibilizadas, sem compromisso de devolução. Por outro lado, pode também oferecer livros que não mais tem interesse em manter. Assim, ocorre a circulação da cultura, da informação e do conhecimento.

O Museu tem seu display que é bastante procurado. A alimentação é feita com a colaboração da Biblioteca Municipal e também com a ajuda dos próprios visitantes. Visando aumentar a oferta de obras, o coordenador encaminhou a todas as áreas administrativas da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) um email informando sobre o projeto e pedido a colaboração da comunidade universitária no sentido de entregar ao Museu livros para serem colocados no display.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO