Escola arrecada 880 litros de óleo cozinha para projeto ambiental

Turismo
Escola arrecada 880 litros de óleo cozinha para projeto ambiental 18 junho 2010

Os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) “Professor Jonas Alves de Araújo”, no Comerciários III, arrecadaram para o Projeto “Óleo fora d´água” nada menos que 880 litros de óleo de cozinha. O evento que marcou tal façanha contou com a participação de representantes da Secretaria Municipal de Educação, Sabesp, direção da unidade escolar e equipe coordenadora do projeto.

Para o secretário municipal de Educação, Narcizo Minetto Júnior, a escola é destaque em todos os projetos que participa. “Os alunos demonstraram um ótimo desempenho nesse projeto e não podemos também esquecer de suas performances nos projetos esportivos ”, elogia.

De acordo com o autor do projeto, professor da rede municipal, Sílvio Prearo, a escola arrecadou quase um litro de óleo por aluno. Os estudantes que tiveram destaque foram Pauline de Oliveira Lopes, do período da manhã, com 18 litros de óleo e na parte da tarde, Kaue Sterse, com 32 litros. Os dois estudantes que fizeram mais arrecadações receberam brindes na manhã desta sexta-feira. O evento também contou com a exposição dos troféus conquistados pela unidade nos campeonatos e apresentações da fanfarra e ginástica artística.

{n}Sobre o projeto{/n}

O projeto surgiu em 2007 a nível estadual com parceria da Sabesp, e desde outubro de 2009 a Prefeitura de Botucatu, por meio da Secretaria Municipal de Educação, resolveu implantá-lo em algumas escolas da rede municipal. Primeiro foram realizadas reuniões entre os professores e coordenadores das unidades, e no início de março o projeto começou em dez escolas municipais.

Além da escola Jonas Alves, as escolas que também recebem o projeto são: “Angelino de Oliveira”, “Antenor Serra”, “Rafael de Moura Campos”, “Professor José Antônio Sartori”, “Luiz Carlos Aranha Pacheco”, “Martinho Nogueira” e os Centros de Educação Infantil (CEIs) “Profª Luíza de Campos Avellar Pires”, “Nair Fernandes Leite Vaz” e “Horeste Spadotto”. Em um trabalho realizado há dois meses, oito dessas unidades escolares já arrecadaram 4.200 litros de óleo de cozinha.

Segundo Prearo, o objetivo do projeto é promover a educação ambiental com a retirada do óleo de cozinha do meio ambiente. “Um litro de óleo de cozinha contamina até um milhão de litros de água”, informa.

Todo óleo coletado nas escolas é transformado em sabão e depois distribuído pelos professores aos alunos. As garrafas pet são trocadas por galões de 50 litros com o objetivo de reduzir o volume de recipientes.

De acordo com o autor do projeto, a em Botucatu é chegar com uma coleta de aproximadamente 20 mil litros de óleo, para poder manter a Usina de Biodisel, que é uma parceria entre a Prefeitura e a Sabesp gerando combustível para manter as frotas do Poder Público e da empresa de abastecimento e tratamento de água e esgoto.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento