Vacinação em Botucatu: equipes fazem busca ativa e imunizam moradores da zona rural

Como parte das ações de vacinação em massa, a prefeitura de Botucatu está realizando a partir desta quarta-feira (26) uma busca ativa na zona rural da cidade para encontrar moradores que ainda não receberam a dose da vacina Oxford/AstraZeneca.

Serão imunizados os moradores que não conseguiram participar das ações anteriores realizadas nos dias 16 e 22 de maio por não poderem ir até a cidade, por falta de comprovante de residência no próprio nome ou de familiares, entre outros impedimentos, mas que se encaixam no perfil.

A cidade participa de um estudo inédito feito pela Unesp e universidade de Oxford em parceria com Ministério da Saúde, que avalia a efetividade da vacina contra a Covid-19, inclusive contra novas cepas do coronavírus. Até esta quarta-feira (26), mais de 71 mil pessoas foram imunizadas.

Na pesquisa, toda a população adulta, de 18 a 60 anos, deve ser vacinada, com exceção as mulheres grávidas que não podem receber a vacina da AstraZeneca, segundo orientações da Anvisa.

Nesta manhã, as equipes percorreram propriedades rurais que pertencem à área do município para fazer a triagem e imunizar os moradores.

A auxiliar de escritório Fabiana Machado Mirandula trabalha em uma fazenda na zona rural de Botucatu quase na divisa com Pratânia. Ela e o marido não conseguiram participar das ações de vacinação em massa na cidade, mas receberam a dose durante a busca ativa feita nesta quarta-feira.

“Não via a hora de receber a vacina. Aqui trabalha muita gente, quase 20 pessoas, e muitos ficaram doentes, então é um alívio”, diz.

Unidades de saúde

Já os moradores da área urbana de Botucatu que ainda não foram vacinados podem ser imunizados nas 22 salas de vacinação da cidade, das 8h às 17h, de segunda à sexta-feira.

O estudo inédito sobre efetividade do imunizante já realizou três ações de imunização neste mês para a população adulta. Quem não conseguiu participar dessas ações e se encaixa nos critérios da pesquisa pode procurar uma das unidades de saúde para receber o imunizante.

As pessoas que tentaram passar pela triagem nas outras ações e não conseguiram ser aprovadas precisam ir até a Ouvidoria, localizada no prédio da prefeitura, e realizar uma nova triagem para que possam ser encaminhadas para receber a primeira dose do imunizante.

Fonte: Portal G1