Unesp coordena projeto sobre doenças crônicas não transmissíveis

66 cidades de SP receberão ações no combate à obesidade, hipertensão e diabetes

Obesidade, hipertensão e diabetes são Doenças Crônicas Não Transmissíveis e que estão associadas a 72% das causas de mortes no Brasil e 64 % no estado de São Paulo. Elas avançam quase que silenciosamente por alguns fatores (sedentarismo, má alimentação, tabagismo e uso abusivo de álcool) e impactam diretamente a saúde pública, representando 75% dos gastos no SUS.

Diante deste contexto, a Profª Maria Rita Marques, do Instituto de Biociências da Unesp Botucatu, coordena um projeto que acaba de ser aprovado pelo CNPq, junto ao Ministério da Saúde, e que irá abranger 66 municípios (10,2%) do Estado de São Paulo. Integrará ensino, pesquisa e extensão com o propósito de transformar as práticas de gestão, promoção da saúde, prevenção e cuidado da obesidade, hipertensão arterial sistêmica e diabetes.

Os municípios que participarão do projeto (veja abaixo) foram selecionados com base em dados oficiais da Saúde, que observam índices como prevalência de excesso de peso e mortalidade prematura por hipertensão e diabetes na população. Foram também considerados o grau de urbanização e a tipologia dos municípios em termos de representatividade proporcional à configuração do Estado.

A proposta prevê, no período de três anos, a capacitação de profissionais e gestores da saúde, análise situacional dos municípios, além de produção de conteúdos sobre o tema direcionados ao público em geral e acadêmico. A equipe executora do trabalho será formada por profissionais de Nutrição, Medicina, Enfermagem, além de professores e pesquisadores de várias unidades da Unesp, vinculados ao INTERSSAN (Centro de Ciência, Tecnologia em Segurança Alimentar e Nutricional), com sede em Botucatu.

“Queremos identificar, em cada uma dessas 66 cidades, profissionais com habilidade para promoção de mudanças e ajustes em sua rede de trabalho. A inserção das práticas acadêmicas no território não só promoverá e fortalecerá as ações de promoção da saúde e prevenção e cuidados das DCNTs na atenção básica, como também qualificará o processo de ensino”, argumenta Maria Rita.

“Não só a alimentação, mas o cuidado com a saúde, tem sido colocado em evidência frente à atual crise sanitária provocada pela COVID-19. Essa crise trouxe e certamente continuará trazendo demandas para as abordagens de saúde, incluindo o enfrentamento das doenças crônicas”, complementa.

Sobre o INTERSSAN

O INTESSAN congrega um grupo de pesquisadores que têm trabalhado com obesidade e doenças associadas desde a pesquisa básica até a política pública há quase 20 anos. Atua no ensino, pesquisa e extensão em apoio à Rede SANS – Rede de defesa e promoção da alimentação adequada, saudável e solidária em parceria com a sociedade civil e o poder público em diversos municípios do Estado de São Paulo.

Conta com infraestrutura e recursos proporcionados pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Além disso, possui pesquisadores envolvidos em 17 das 24 unidades da UNESP espalhadas pelo Estado de SP.  Sua missão é missão contribuir para o desenvolvimento social, científico, tecnológico que proporcione Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (SSAN) em âmbito local, regional e internacional.

Saiba mais em: www.redesans.com.br.

Municípios que integrarão o projeto:

Santo André

Arujá

Caieiras

São Lourenço da Serra

Carapicuíba

Praia Grande

Ilha Comprida

Cananéia

Iguape

Eldorado

Iporanga

Salto de Pirapora

Capão Bonito

Itaóca

Saratuiá

Anhembi

Arealva

Itaju

Uru

Pacaembu

Parapuã

Assis

Lupércio

Bernardino de Campos

Paulicéia

Caiuá

Martinópolis

Quatá

Euclídes da Cunha Paulista

Santa Fé do Sul

Aspásia

Mira Estrela

Nhandeara

Potirendaba

José Bonifácio

Itajobi

Guaraçaí

Araçatuba

Penápolis

Aramina

Cristais Paulista

Sales Oliveira

Batatais

São Simão

Pontal

Matão

Itápolis

Trabiju

Descalvado

Olímpia

Taquaral

Leme

Corumbataí

Cordeirópolis

Charqueada

São Sebastião da Grama

Espírito Santo do Pinhal

Itapira

Serra Negra

Indaiatuba

Pedra Bela

Jundiaí

Lorena

Campos do Jordão

Ilhabela

Jacareí