Técnica de Enfermagem do HC é a primeira pessoa a receber a vacina em Botucatu

Botucatu recebeu em um primeiro momento 4,4 mil vacinas

Acontece Botucatu

Jasilene Rosa de Lima Almeida, 34 anos, de Itatinga, auxiliar de enfermagem no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu foi a primeira pessoa a receber a dose da vacina contra o coronavírus no município. O ato ocorreu na Faculdade de Medicina de Botucatu.

A profissional tem uma história triste, pois perdeu o marido para a Covid, mas continuou seu árduo trabalho na linha de frente no combate nesta pandemia. O evento simbólico ocorreu no fim da tarde desta segunda-feira, dia 18.

“Foi muito emocionante, confesso para vocês que eu estou me sentindo vitoriosa. Me sinto muito orgulhosa por tudo o que estou passando e a gente conseguir chegar aqui, já é o início e uma vitória. No meio de tantas perdas, por eu ter perdido o meu esposo, confesso que estou me sentindo uma vitoriosa”, disse Jasilene ao Acontece Botucatu.

A Técnica em Enfermagem perde o marido para a Covid-19 há 6 meses e teve forças para retomar seu trabalho na mesma enfermaria. Ela disse que foi avisada de surpresa que seria a primeira a receber o imunizante.

“Confesso que quando me avisaram de surpresa que eu seria a primeira, eu me senti muito emocionada”, completou.

As doses da vacina da Coronavac chegaram nesta tarde e contou com grande aparato policial. O Governador de São Paulo, João Doria, participou do evento na Faculdade de Medicina em Botucatu.

No total serão aproximadamente 4,4 mil doses do imunizante nesta primeira etapa no município. A vacinação tem prioridade para profissionais de saúde e populações indígenas.

As vacinas saíram de São Paulo no início da manhã com destino aos HCs de Ribeirão Preto (USP), Campinas (Unicamp), Botucatu (Unesp), Marília (Famema) e Hospital de Base de São José do Rio Preto (Funfarme).

O HCFMB foi selecionado para a fase prioritária da vacinação por ser hospital-escola regional, com maior fluxo de pacientes em suas áreas de atuação. As equipes multiprofissionais do hospital já trabalham com um plano de vacinação que será iniciado ainda nesta semana, e que prioriza a aplicação das primeiras doses aos profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate a COVID-19. Cerca de 3 mil servidores devem ser vacinados no HC, além dos contratados pelas empresas terceirizadas.