SAMU-192 retoma atividades presenciais do projeto Samuzinho em Botucatu

Saúde
SAMU-192 retoma atividades presenciais do projeto Samuzinho em Botucatu 16 junho 2022

Iniciativa aborda prevenção de acidentes e importância do serviço de urgência e emergência junto a alunos do Ensino Fundamental

A equipe do SAMU-192 Botucatu acaba de retomar às atividades presenciais do projeto “Samuzinho”. Iniciado em 2014, a iniciativa leva aos alunos de 4º e 5º do Ensino Fundamental conteúdos sobre prevenção de acidentes e a importância do serviço de urgência e emergência à comunidade.

Durante a atividade em sala de aula, as crianças conhecem um pouco mais sobre a estrutura, os profissionais que fazem parte do SAMU e quais tipos de casos são atendidos pelo serviço. Em especial, todo acidente mais grave que seja necessária intervenção médica imediata e possa representar risco de morte ao paciente.

Problemas cardiorrespiratórios graves, dores agudas no peito, convulsões e acidentes com traumas graves são alguns dos casos mais atendidos pelo SAMU. Porém, também são enfatizadas outras situações ainda mais próximas à realidade das crianças como os perigos do cerol, um possível afogamento, além de acidentes domésticos como queimaduras e intoxicações com produtos químicos.

Em Botucatu, o Samuzinho ainda integra as atividades da Patrulha da Paz da Guarda Civil Municipal. Sempre com o propósito de aliar conceitos de educação, saúde e cidadania aos estudantes, que consequentemente tornam-se verdadeiros “multiplicadores do bem” dentro da família e comunidade onde vivem.

Um exemplo disso ocorreu em março deste ano, quando um garoto de 11 anos conseguiu acionar o SAMU pelo telefone 192 para salvar a própria mãe, diabética, após uma crise de hipoglicemia. O garoto, por já ter participado do projeto Samuzinho, conseguiu repassar todas as informações necessárias para que a equipe de socorristas pudesse atender o caso da melhor maneira possível.

“Este foi um caso bastante emblemático e que mostra a importância do nosso projeto na ponta. Desde o início do Samuzinho, diminuímos consideravelmente os casos de trote e nos aproximamos ainda mais da comunidade, que cada vez mais entende o propósito do serviço. Para nós é uma felicidade poder retomar as atividades presenciais, junto com as crianças, após dois anos de pandemia”, destaca a Enfª Priscila Masquetto Vieira de Almeida, coordenadora do SAMU Botucatu, serviço sob gestão da O.S.S Pirangi em parceria com o Poder Público Municipal.

Os encontros do projeto Samuzinho seguem até o fim do mês em mais de 20 instituições públicas e privadas de ensino de Botucatu.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento