SAE de Infectologia realiza ações de conscientização sobre o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais

 

Na manhã desta quinta-feira, 27, o Serviço de Ambulatórios Especializados em Infectologia “Domingos Alves Meira”, mantido pela Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp), realizou um ato de conscientização para divulgar o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, comemorado no dia 28 de julho e o Julho Amarelo, mês em que se concentram as ações contra as doenças.

A unidade estava decorada com bexigas amarelas para fazer o alerta sobre a doença. Neste ano, o tema da campanha foi: “As hepatites podem estar onde você menos espera”. Desde o dia 16 de julho, diversas ações estão sendo realizadas para informar a população sobre a necessidade da testagem para Hepatites B e C; os riscos dessas doenças sem o diagnóstico precoce e como é feita a prevenção.

Na sexta-feira, 28, Dia Mundial Contra as Hepatites Virais, o diretor de assistência do SAEI, Dr. Alexandre Naime Barbosa, estará no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), para ministrar uma palestra sobre a importância da testagem para detectar a doença. “Temos essa parceria com o TJSP há quatro anos e anualmente fazemos palestras de prevenção para informar seus colaboradores sobre as hepatites virais. Por ser uma doença silenciosa é essencial que a pessoa faça a testagem para Hepatites B e C”, afirma.

Estiveram presentes no ato de conscientização do SAEI, o diretor de assistência do Serviço, Dr. Alexandre Naime Barbosa; a diretora técnica do SAEI, Lenice do Rosário de Souza; o vice-presidente da Famesp, Trajano Sardenberg; o prefeito de São Manuel, Ricardo Salaro; a diretora da Ong C tem que saber, C tem que curar, Tina Martucci; a gerente de enfermagem, Karen Batista, representando o superintendente o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), Dr. André Balbi; o psicólogo Edson Laino; representantes do Programa Municipal de DST/ Aids e colaboradores do SAEI.

Pouco antes do início do evento, Dr. Alexandre Naime Barbosa levou o prefeito de São Manuel, Ricardo Salaro, para conhecer as instalações da unidade e explicou como é realizado o atendimento no SAEI.

Segundo a diretora técnica do SAEI, Lenice do Rosário de Souza, a divulgação sobre as hepatites virais é essencial para que as pessoas realizem o teste. “Por ser uma doença silenciosa, a melhor forma para detectar e realizar o tratamento é a conscientização para que o indivíduo faça o teste. Nosso objetivo é que a pessoa que nunca fez o exame faça, principalmente aqueles com mais de 40 anos”, diz.

Para o vice-presidente da Famesp, Trajano Sardenberg, a campanha de conscientização realizada foi positiva. “Gostaria de parabenizar todos os envolvidos nesta ação. É fantástico ver o atendimento global oferecido aos pacientes. O SAEI conta com uma equipe multiprofissional que faz toda a diferença e eleva o padrão de excelência no atendimento”, afirma.

Já para o prefeito de São Manuel, Ricardo Salaro, o SAEI realiza um trabalho ‘espetacular’. “É uma honra participar desse evento. Sei que vocês oferecem um dos melhores atendimentos da região. Gostaria muito de levar essa eficiência e ações de conscientização para São Manuel”, frisa.

De acordo com Naime, o objetivo da ação é aumentar o número de exames realizados. “Queremos aumentar o número de diagnósticos das hepatites virais. Por ser uma doença silenciosa, aproximadamente 4 mil pessoas morrem no Brasil, por ano, sem tratamento. A melhor prevenção é o diagnóstico precoce. Temos que criar uma rotina e conversar sobre o tema”, finaliza.

A campanha contou com o apoio da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB), Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), ONG C Tem Que Saber, C Tem Que Curar, Programa Municipal de DST /Aids Hepatites Virais de Botucatu, Sociedade Brasileira de Infectologia, Centro de Testagem e Acolhimento –CSE Botucatu ,Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE 16)- Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo e da Liga de Infectologia de Botucatu .

A doença: Existem cinco tipos principais de Hepatite: A, B, C, D, E, Especialmente os vírus B e C podem causar infecção crônica do fígado, levando à cirrose e câncer do fígado em muitos casos. O grande perigo é que na maioria das vezes a doença não exibe sintomas durante anos, e quando o paciente inicia as manifestações clínicas o estado de comprometimento já é avançado. Por isso, a importância de todos fazerem o teste para o diagnóstico precoce e tratamento, que chega a curar cerca de 90% dos pacientes.

Serviço:

Serviço de Ambulatórios Especializados de Infectologia “Domingos Alves Meira”

Local: Alameda dos Cedrinhos, 54, s/n – Distrito de Rubião Junior

Telefone: (14) 3811-6537

E-mail: [email protected]