Projeto de docente da FMB é contemplado em financiamento da CAPES

Trabalho é o único da Unesp selecionado em edital para pesquisas contra COVID-19

“Esse momento é muito importante para meu grupo de pesquisa, é uma consolidação desse grupo. E é muito importante também para a Unesp, visto que este projeto está entre os 38 projetos aprovados pela CAPES no Brasil”. Estas foram as palavras da professora Célia Regina Nogueira, do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB|Unesp), docente responsável pelo projeto de pesquisa selecionado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) no âmbito do Programa de Combate a Epidemias. Serão apoiados 38 projetos sobre Fármacos e Imunologia.

Denominado “Ação da irisina sobre os efeitos do SARS-COV-2 em cultura tridimensional (3D) de adipócitos subcutâneos e viscerais humanos”, o projeto é o único da Unesp que foi selecionado para receber financiamento do órgão. Também participam do trabalho as pesquisadoras Miriane de Oliveira, Maria Teresa Síbio e o aluno de doutorado Lucas Solla Mathias.

O edital nº11/2020 faz parte das ações de enfrentamento da CAPES ao novo coronavírus. Os projetos de Fármacos e Imunologia serão dedicados aos estudos sobre reposicionamento e desenvolvimento de medicamentos, produção de vacinas, antivirais, modelos animais e ensaios in vitro e detecção da doença em outras espécies e interrelação com humanos. As pesquisas serão nas áreas temáticas de epidemiologia, infectologia, microbiologia, imunologia, bioengenharia e bioinformática.

Programa de Combate a Epidemias

O Programa, um conjunto de ações de apoio a projetos, pesquisas e formação de recursos humanos para enfrentar a COVID-19 e estudar temas relacionados a endemias e epidemias, é estruturado em duas dimensões: Ações Estratégicas Emergenciais Imediatas e Ações Estratégicas Emergenciais Induzidas em Áreas Específicas. No total, serão concedidas 2,6 mil bolsas com investimento de R$ 200 milhões ao longo de quatro anos.