Profissionais do HC de Botucatu estarão entre os primeiros a receber a vacina

 

Profissionais do HC foram citados em coletiva (Foto HCFMB)

 

Durante entrevista coletiva neste domingo, dia 17, no Palácio dos Bandeirantes, o Governador de SP João Doria disse que os profissionais que estão na linha de frente de Hospitais serão os primeiros vacinados em São Paulo.

Entre os profissionais citados, estão aqueles na linha de frente no Hospital das Clínicas de Botucatu. O anúncio veio logo depois da primeira brasileira receber uma dose do imunizante Coronavac.

A partir desta segunda (18), entra em operação o plano logístico de distribuição de doses, seringas e agulhas, com envio das grades para imunização de trabalhadores de saúde de seis hospitais de referência do estado: HCs da Capital e de Ribeirão Preto (USP), HC da Campinas (Unicamp), HC de Botucatu (Unesp), HC de Marília (Famema) e Hospital de Base de São José do Rio Preto (Funfarme).

“Vamos começar com os Hospitais das Clínicas de São Paulo, Ribeirão Preto, Campinas, Botucatu, Marília e São José do Rio Preto e na sequência todos os hospitais públicos e privados”, disse Doria.

Cada hospital será responsável pelo preenchimento dos sistemas de informação oficiais definidos pela Secretaria da Saúde para monitoramento da campanha.

As unidades foram selecionadas para a fase inicial porque são hospitais-escola regionais, com maior fluxo de pacientes em suas áreas de atuação. Todos devem iniciar nesta semana a vacinação de suas equipes, que totalizam 60 mil trabalhadores.

Na sequência, grades de vacinas e insumos também serão enviadas a polos regionais para redistribuição às Prefeituras, com recomendação de prioridade a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia. Os municípios também deverão imunizar a população indígena com apoio de equipes da atenção primária do SUS, segundo as estratégias adequadas ao cenário local.