Nova ambulância já compõe frota do Samu 192 em Botucatu

Nesta quarta-feira (25) o secretário municipal de Saúde, Dr. André Spadaro, apresentou e entregou as chaves da nova viatura do SAMU 192, ao prefeito de Botucatu, Mário Pardini. O veículo é fruto de um pedido feito pelo Município ao Governo Federal, em março de 2016, ainda na gestão do ex-prefeito de Botucatu, João Cury Neto, atual presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) do Estado, presente também no ato simbólico.

Trata-se de uma Unidade de Suporte Avançado, na qual podem atuar condutor, médico e um enfermeiro. Avaliada em cerca de R$ 300 mil, ela é equipada com desfibrilador, aspirador portátil para desobstrução das vias aéreas, ventilador mecânico [adulto, pediátrico e neonatal], cilindros de oxigênio, pranchas de imobilização, cones de sinalização, sistema de comunicação, GPS e câmera de ré.

“É uma unidade avançada, uma versão feita para a Olimpíada 2016 no Rio, um pouco maior, extremamente equipada. É uma renovação de frota. Esse veículo já vem para substituir a viatura que estava sendo empregada, que vai para reserva técnica. Assim a gente já começa a operar com uma viatura nova, com menos riscos de quebra e manutenção, e equipamentos mais modernos. A gente já está buscando outras viaturas pra que essa renovação seja constante e nunca ficar defasado”, argumenta Spadaro.

De acordo com o Ministério da Saúde, neste início de ano estão sendo distribuídas 340 ambulâncias para 19 estados brasileiros, 81 somente em São Paulo.
Sobre o SAMU 192

Inaugurado em 27 de julho de 2011, o órgão possui uma Central de Regulação instalada na Avenida Santana, junto ao Espaço Saúde Prof.ª Cecília Magaldi. Nestes pouco mais cinco anos de atuação, o SAMU já atendeu mais de 200 mil ligações pelo telefone gratuito 192, com média de 120 ligações diárias. Deste volume, foi necessário o envio de ambulâncias para o atendimento de 41 mil casos.

Apenas em 2016 foram 35 mil ligações e 7 mil envios de ambulâncias. As queixas mais atendidas foram às relacionadas a crises convulsivas, dores torácicas e falta de ar. Além de Botucatu, a Central de Regulação do SAMU 192 recebe os chamados das cidades de Pardinho, Areiópolis e Anhembi.

O serviço funciona 24 horas por dia e atende às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, ginecológico-obstétrica e de saúde mental da população. Tudo pelo telefone gratuito 192.

A equipe é formada por profissionais de saúde como médicos reguladores e intervencionistas, telefonistas auxiliares de regulação médica (TARM), rádio operadores (RO), enfermeiros, técnicos de enfermagem, condutores socorristas e lavadores de ambulância.

Entre o deslocamento da ambulância e o tempo de resposta efetivo do paciente, o tempo de atendimento do SAMU 192 em Botucatu gira em torno de 7 a 12 minutos em média. O preconizado pelo Ministério da Saúde é que o serviço seja realizado no máximo em 15 minutos.

Essa agilidade no atendimento tem ajudado a reduzir o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce como nos casos de AVC (Acidente Vascular Cerebral). Por isso, o SAMU 192 de Botucatu está entre os melhores serviços do Estado de São Paulo e um dos mais bem avaliados do Brasil.

Quando chamar o SAMU 192?

Problemas cardiorrespiratórios graves
Dor aguda no peito
Convulsão
Acidentes ou agressão com armas “brancas” ou de fogo
Suspeita de derrame (AVC): alteração na fala ou na face e falta de força nos braços
Intoxicação
Queimaduras graves
Crises hipertensivas
Afogamentos
Choque elétrico
Desmaios
Acidentes com traumas graves
Trabalho de parto onde há risco de morte da mãe/feto
Quaisquer outros casos de ameaça à vida

Serviço
Central de Regulação/SAMU 192 Botucatu
Espaço Saúde Profª Cecília Magaldi
Avenida Santana, 353 – Centro
Telefone: 192

Fotos: Prefeitura de Botucatu