Na linha de frente, funcionários do HC de Botucatu divulgam mensagem: ‘Fique em casa por nós’

Equipes de várias áreas tiraram fotos segurando cartazes com o apelo em Botucatu (SP). Hospital adotou medidas para evitar contágio e cuidar da segurança dos pacientes.

Os funcionários que trabalham no Hospital das Clínicas de Botucatu (SP) aderiram à campanha contra o avanço do coronavírus, que mobiliza as pessoas a ficarem em casa durante a pandemia. Cartazes com os dizeres “fica em casa” decoram as fotos enviadas ao G1 e demonstram a preocupação e empenho de uma equipe que, mesmo em um estado de quarentena, precisa trabalhar.

Ubirajara Aparecido Teixeira é o primeiro médico da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital e trabalha há 33 anos na unidade. Segundo o médico, ele nunca viu uma situação como essa em seus anos de carreira e toda a equipe está mobilizada para mudar o cenário na região.

“Uns anos atrás teve aquelas suspeitas de febre amarela, mas foram poucos casos, nada comparado a isso aí. Igual esse nunca tivemos”, garante o doutor.

O HC de Botucatu é considerado um hospital de referência para o tratamento de Covid-19, segundo o doutor Bira. Por isso, a tendência é que pacientes de cidades da região procurem a unidade.

Atualmente, o médico informou que o hospital monitora alguns pacientes com suspeita da doença, mas não tem nenhuma confirmação.

Para atendê-los, os médicos e enfermeiros trabalham em esquemas com alta rotatividade e utilizam o equipamento de proteção completo, que inclui máscaras e luvas.

“Antes trabalhavam oito horas, mas agora fazem uma rotatividade e trabalham, no máximo, quatro ou cinco horas cada um, para poder evitar o contágio. Porque ainda nem chegamos no pico, né?”, lembra o médico.

Com mais de 70 anos, Bira é aposentado, mas continua trabalhando na parte administrativa da UTI. Agora, o médico está se resguardando em casa, já que faz parte do grupo de risco.

“Nós estamos redobrando a atenção, precisa fazer rotatividade. Qualquer sintoma que tiver, tipo tosse e coriza, a gente vai colher exames. Estamos atentos até porque, na nossa equipe, tem gente que tem filhos, que são casados”, conta o médico.

Além da equipe da UTI, funcionários de outras áreas do HC também aderiram à campanha e pediram para as pessoas ficarem em casa para evitar a transmissão do coronavírus. No fim, a mensagem que fica é de empatia.

“Estamos aqui por você e pelos seus. Fiquem em casa por mim e pelos meus.”

Fonte: G1