Interior paulista e Capital terão as vacinas contra a Covid-19 simultaneamente

São Paulo continua em tratativas com o Ministério da Saúde para que o governo federal compre as vacinas

A distribuição da vacina Coronavac será simultânea na Capital e no Interior do Estado, caso a vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac seja eficaz para proteger do coronavírus.

O Instituto Butantan é parceiro e participa dos testes. “A última etapa de testes vai até 15 de outubro. Até agora tudo transcorreu bem. Após a conclusão, a Anvisa tem até dois meses para aprovar, o que nos permitirá começar a vacinação em dezembro, com 5 milhões de doses para os profissionais de saúde. Depois, temos como comprar mais 55 milhões de doses, começando pelas pessoas com comorbidades ou com mais de 60 anos. Dá para vacinar toda a população do Estado até o final de março, com proteção de um ano”, frisou o governador.

Ainda de acordo com Doria, São Paulo continua em tratativas com o Ministério da Saúde para que o governo federal faça a compra das vacinas, permitindo a distribuição a todo o País. “Mas caso isso não aconteça, São Paulo comprará as doses. O que esperamos é uma decisão técnica, sem interferência política. Torcemos para que as outras vacinas em teste funcionem, pois se tivermos 3 ou 4 vacinas é possível imunizar a população de todo o País em quatro meses”, lembrou.

Fonte: JCNet