Hospital Estadual Botucatu realiza mutirões de cirurgias em parceria com o Governo do Estado

Saúde
Hospital Estadual Botucatu realiza mutirões de cirurgias em parceria com o Governo do Estado 23 junho 2022

Mutirões atenderam pacientes com demanda de baixa e média complexidades que ficaram represados durante a pandemia

Com o intuito de zerar as filas de pacientes que aguardam cirurgias eletivas e otimizar o fluxo das demandas reprimidas pela pandemia, o Governo do Estado de São Paulo lançou no último mês o programa de Mutirão de Cirurgias. A estratégia contempla 54 cirurgias ofertadas no SUS em 7 especialidades, como do aparelho circulatório, visão, digestivo e abdominais; osteomolecular e geniturinário, das glândulas endócrinas e em nefrologia. Sem as ações do Mutirão, o Estado levaria cerca de dois anos para atender toda a demanda reprimida neste período.

O Hospital Estadual Botucatu (HEBo) faz parte deste programa e já  reiniciou as suas atividades cirúrgicas, priorizando as cirurgias de pequeno e médio porte de pacientes da região que não conseguiram realizar os procedimentos durante a pandemia. Desde o início da retomada das cirurgias no HEBo, cerca de 880 procedimentos foram realizados.

Na programação do mutirão, o Serviço de Ortopedia, Traumatologia e Cirurgia de Mão do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) promoveu o mutirão para cirurgias de mão. Foram convocados 16 pacientes com síndrome do túnel do carpo, quadro caracterizado por formigamento e dores intensas na região do punho, causados pela compressão do nervo mediano, ou com outras patologias ortopédicas em mão. Destes, 12 pacientes compareceram e estavam aptos a realizar o procedimento.

Já o Serviço de Mastologia do HCFMB convocou 14 pacientes, sendo 8 biopsias de mama e 6 reconstruções mamárias em pacientes oncológicos, que estavam aguardando há mais de um ano. Mutirões de cirurgias de vasectomia, hérnia, vesícula e hemorróidas também foram feitos neste programa.

Segundo Dr.ª Claudia Nishida Hasimoto, Gerente Médica do HEBo, o objetivo dos mutirões é atender pacientes com demanda de baixa e média complexidades que ficaram represados durante a pandemia, em virtude da redução global no número de cirurgias eletivas em diversas especialidades. “Além disso, o fluxo facilitado no HEBo pelos mutirões permite que o HCFMB possa focar seu atendimento nos pacientes que precisam de procedimentos cirúrgicos mais complexos”.

De acordo com a Diretora do HEBo, Dr.ª Silke Weber, há grandes expectativas com esta programação. “É uma satisfação muito grande em retornar com as atividades cirúrgicas do HEBo, conseguindo atender os pacientes que foram prejudicados com a pandemia. Agradecemos o apoio da Superintendência do HCFMB, da Secretaria de Saúde e do Governo do Estado, além da parceria com as Prefeituras Municipais, que deram todo o suporte necessário para que estes mutirões possam acontecer”.

O Superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, comenta a importância do programa para concretizar a ampliação da assistência oferecida pelo HEBo à saúde regional. “Fazer parte deste programa em parceria com o Governo do Estado reafirma o nosso compromisso contínuo de uma assistência de qualidade para a nossa região”.

O programa dos mutirões tem o apoio da Diretoria Executiva e da Gerência de Enfermagem do HEBo. Os procedimentos estão sob a coordenação dos Médicos dos Serviços envolvidos, docentes, médicos e residentes, contando com o apoio da equipe de Enfermagem da Cirurgia Ambulatorial do HEBo.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento