Hemocentro do HCFMB recebe jovens alistados no Serviço Militar para doação de sangue

Ao todo, 146 jovens compareceram ao Hemocentro

Um engajamento cidadão em prol da solidariedade. Durante o final de agosto, o Hemocentro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) recebeu diversos jovens que fizeram o Alistamento Militar na cidade para a realização de doações de sangue.

A iniciativa é fruto da parceria inédita entre a 12ª Delegacia de Serviço Militar de Botucatu e o Hemocentro, com o apoio da Prefeitura Municipal, pensada para estimular os jovens a este gesto de amor, que pode salvar até 4 vidas. Ao todo, 146 jovens compareceram ao Hemocentro durante o período do alistamento.

De acordo com o 1º Tenente Gilnei Gonçalves de Castro, delegado do Serviço Militar na Cidade, a ideia surgiu pela necessidade da reposição dos estoques de sangue do Hemocentro, divulgada pelos meios de comunicação, e por uma inspiração de seu filho, aluno de Medicina na FMB. “Durante o Alistamento Militar dos jovens, resolvemos incentivá-los a doar sangue e a disseminar esta ideia para os seus amigos. Os doadores de sangue são verdadeiros heróis, pois este é um ato voluntário de amor, que salva muitas vidas”.

A 12ª Delegacia de Serviço Militar de Botucatu atende 39 cidades da região e, segundo o Tenente, jovens de outros municípios poderão estar presentes no Hemocentro para contribuírem com os estoques de sangue. “Quando ajudamos as pessoas, fica um sentimento diferente no coração e é uma satisfação muito grande estar aqui. Agradeço a todos os jovens que vieram doar e que esta iniciativa possa inspirar mais pessoas a fazerem o mesmo”.

Paulo Vitor Leite Alvarado, 21 anos, foi um dos jovens que fez a sua primeira doação de sangue durante o prazo de alistamento. Se for da vontade dele, esta será a primeira de muitas. “Eu tive um amigo que precisou de doação de sangue e sei o quanto este gesto pode contribuir para a salvação de muitas vidas. Pretendo voltar mais vezes para ajudar a quem mais precisa”.

Gerente do Hemocentro, Andrezza Belluomini Castro, agradeceu a mobilização de todos os envolvidos. “O ato de doar sangue é uma atitude de solidariedade pois o doador, muitas vezes, coloca seus medos e quebra obstáculos de ordem pessoal. Essa ação traz consigo esperança e demonstração de valor à vida do outro”, encerra.