HC firma convênio para a realização de testes de COVID-19 com municípios do Polo Cuesta

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), a Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) e a Fundação para o Desenvolvimento Médico Hospitalar (Famesp), com apoio da Prefeitura Municipal de Botucatu, oficializaram na manhã desta quinta-feira, 16, o convênio com os municípios do consórcio Polo Cuesta para realização de testes de diagnóstico do novo coronavírus.

O evento, realizado no Salão Nobre da FMB, reuniu as autoridades das instituições e Prefeitos das cidades de Areiópolis, Bofete, Cesário Lange, Conchas, Itatinga, Laranjal Paulista, Pardinho, Pereiras, São Manuel e Torre de Pedra.

O convênio permite que as cidades ampliem a realização de testes de coronavírus em seus munícipes, reduzindo o impacto da pandemia na região, além da análise do número real de infectados e curados.

A professora Rejane Maria Tommasini Grotto, que atua na coordenação do projeto no Hemocentro do HCFMB, acredita que esta integração só trará benefícios aos pacientes da região. “Estamos muito felizes em poder ajudar na agilidade das informações, além de apoiar a decisão clínica dos casos. Agradeço pela confiança em nosso trabalho e estamos à disposição dos municípios na contenção a pandemia”, disse.

As cidades farão a coleta dos exames e enviarão para o Laboratório de Biologia Molecular do Hemocentro do HCFMB, que fará os testes e enviará os resultados. Apenas os custos dos reagentes dos exames estarão a cargo das Prefeituras, já que o HCFMB  utiliza toda a cota disponibilizada pelo SUS para a execução dos testes.

O Superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, afirmou que atualmente a realização de exames de diagnóstico de COVID-19 é a ação mais importante na prevenção da doença. “Nosso Laboratório de Biologia Molecular possibilitou que o HC mudasse a história do combate ao coronavírus. A parceria HC, FMB, Famesp e Prefeitura é muito importante neste momento. A ampliação do diagnóstico do coronavírus nos dá segurança, para que o tratamento dos pacientes seja mais efetivo, reduzindo os números  da doença na região”, salientou.

Nos últimos dias, o Hemocentro ampliou sua capacidade realização de testes, com a doação do Grupo Ruas de um moderno aparelho, que permitiu triplicar a capacidade da realização de testes diagnósticos da doença. O aparelho anterior tinha a capacidade de 100 testes por dia. Atualmente, cerca de 300 exames são realizados por dia.

O Prefeito de Botucatu, Mário Pardini, acredita que esse convênio vai ajudar a região do Polo Cuesta a ter bons números na pandemia fazendo a testagem em massa da população. “Sentimos a necessidade fazer algo para os outros municípios nessa questão. De nada adianta Botucatu fazer testes em massa, mas isso não ocorrer nos municípios vizinhos. Na falta de vacina, é a testagem a melhor prevenção e isso vai fortalecer a região do Polo Cuesta. Agradeço muito à parceria das instituições, que valoriza e fortalece ainda mais o nosso trabalho”, finalizou.